Autor Tópico: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa  (Lida 24885 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Magnus

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4277
  • O Senhor Luvas
    • Ver Perfil
    • O Senhor Luvas
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #120 em: Novembro 10, 2011, 20:42:38 pm »

Parabéns mais uma vez à SdE, e ao LFS.
Altamente recomendável,  por ser uma Obra única e irrepetível no fantástico em Portugal.


Nada mais verdade e infelizmente também, nada mais certo.
O Senhor Luvas
mais que um blog de literatura

Offline ruiramos

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 3637
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #121 em: Novembro 10, 2011, 23:34:43 pm »

Parabéns mais uma vez à SdE, e ao LFS.
Altamente recomendável,  por ser uma Obra única e irrepetível no fantástico em Portugal.


Nada mais verdade e infelizmente também, nada mais certo.

Não digas infelizmente, se não deixa de ser única, ninguém vai querer que se comece a copiar a fórmula. Com certeza que surgirão outras obras únicas por aí.

É de obras únicas que precisamos e não de cópias de obras que um dia o foram.

Offline escritorario

  • Leitor Inveterado
  • ***
  • Mensagens: 278
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #122 em: Novembro 10, 2011, 23:53:33 pm »
Penso que o Magnus quando dizia "verdade" referia-se ao "única". Quanto ao "infelizmente certo" referia-se ao "irrepetível".
E nesse caso não o podemos obrigar a não ser pessimista!  ;D

Offline Magnus

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4277
  • O Senhor Luvas
    • Ver Perfil
    • O Senhor Luvas
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #123 em: Novembro 13, 2011, 04:57:58 am »
Penso que o Magnus quando dizia "verdade" referia-se ao "única". Quanto ao "infelizmente certo" referia-se ao "irrepetível".
E nesse caso não o podemos obrigar a não ser pessimista!  ;D

Nem mais, obrigado  ;)
O Senhor Luvas
mais que um blog de literatura

Offline Ammar Ibn Khairin

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1765
  • O descendente do Corvo Negro
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #124 em: Novembro 13, 2011, 17:22:58 pm »
Pulp Fiction Portuguesa - No Câmara Clara - RTP

Livro Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa apresentado no programa Câmara Clara com a participação de Luis Filipe Silva que organizou e fez as introduções aos contos.

http://camaraclara.rtp.pt/#/agenda/45/1320714061/


Offline Ammar Ibn Khairin

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1765
  • O descendente do Corvo Negro
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #125 em: Novembro 13, 2011, 17:26:22 pm »

Offline Riona

  • Leitor compulsivo
  • ****
  • Mensagens: 707
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #126 em: Junho 22, 2012, 14:35:52 pm »
Achei a ideia absolutamente genial, desde o modo como o livro está organizado às próprias “ilustrações”. Desde as elaboradas introduções, com fotografias e tudo, está fantástico!  ;D

No início custou um bocado adaptar-me às diferentes fontes e paginação, sobretudo devido à “falha” entre a parte 1 e a parte 2 d’ A Expedição dos Mortos (no índice, a 2ª parte está na p.69 e isso acontece se as páginas forem contadas após a introdução, mas para quem quer encontrar o conto a partir do índice não é fácil). Mas depressa me habituei, e vi que não só esta opção fez todo o sentido, como deu ao livro um charme irresistível.

Quanto aos contos em si, apesar de nenhum deles ser muito marcante, estão, de um modo geral, bastante bem conseguidos, tendo prendido a minha atenção até ao fim.
O único em que isso não aconteceu foi no Mais do Mesmo. Por aquilo que percebi por aqui, é o único escrito por um escritor já conceituado, e peço desde já as minhas desculpas a quem refere este como sendo um dos melhores, senão o melhor, conto do livro, até porque não sou, de todo, crítica literária. Mas está provado que o género da FC (que geralmente aprecio em cinema e TV), não me atrai em literatura - o único livro que me despertou interesse e admiração foi o Duna, e mesmo esse, não me conseguiu “apaixonar” verdadeiramente.  :(

Neste livro, os meus contos favoritos foram:

- A Expedição dos Mortos – prendeu-me logo a atenção, com um início à James Bond, desenvolvimento à Indiana Jones e final à Lovecraft.

- A Ilha – Um ambiente sombrio e sufocante, um protagonista no limite, o encontro com o transcendente mítico. Muito Lovrecraftiano, com todos os seus “defeitos e virtudes”.
 
 - A Noite do Sexo Fraco – Embora de certo modo já se adivinhasse, a ironia do título assenta-lhe que nem uma luva. Adorei o estilo de narração, em volta dos pensamentos do feiticeiro louco, e partilhado quer com o censor, quer com os comentários do editor.

- O Inconsciente – Fantástico! Arrepiante no seu horror, tocante na sua tragédia. Não muito original, é certo, mas com uma “aura” muito negra que me cativou desde o início.

- Noites Brancas – Em luta com O Inconsciente pelo lugar de favorito, achei-o muito envolvente. Com uma temática a lembrar-me o Robert Matheson, e um ambiente a lembrarem-me dos clássicos de Poe, foi um conto que prendeu verdadeiramente a atenção, sempre com um arrepiozinho de inquietação.


Entretanto, tenho uma enorme curiosidade em saber os nomes verdadeiros dos autores dos contos. Eu sei que é cusquice, mas mais ninguém se sente assim?  ::)
Numa busca pela web, a tentar saber esses nomes, encontrei bastante artigos sobre esta antologia, e neste

http://sol.sapo.pt/inicio/Cultura/Interior.aspx?content_id=36538

referem o Luís Corte Real como autor de dois dos contos. Bem, procurava os nomes dos “artistas” e descobri um deles, mas não se sabe quais são os contos, e nada diz sobre os restantes. Alguém se acusa?  8)


Pesquisas à parte e em jeito de conclusão, este Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa foi  uma ideia absolutamente brilhante, uma opção de marketing bastante interessante e, sobretudo, um resultado final muito, muito atraente.
Original e desafiante. Vanguardista e genial!

O Luís Filipe Silva, o Luís Corte Real, bem como toda a equipa da SdE, merecem um grande aplauso de pé!
Obrigada!
« Última modificação: Junho 22, 2012, 14:45:46 pm por Riona »

Offline Manolete

  • Leitor Inveterado
  • ***
  • Mensagens: 409
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #127 em: Junho 26, 2012, 14:36:22 pm »
Citação de: Riona
Entretanto, tenho uma enorme curiosidade em saber os nomes verdadeiros dos autores dos contos. Eu sei que é cusquice, mas mais ninguém se sente assim?
Corte Real escreveu dois, João Barreiros escreveu um. Se fosses ao Fórum Fantástico encontravas lá mais três jovens autores que escreveram o O Inconsciente, Pirata por um Dia e aquele conto a la Raymond Chandler que já não me lembro o nome. O western creio que foi escrito por um brasileiro.

A mesma História de sempre com um design revigorado...

Bonito bonito, é fazer um minote à Virgem Maria!!

Offline Fernando Pinheiro

  • Sou um anjo-caído ou demónio se preferirem. Também sou o "sociopata" de Almada :D
  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2497
  • Um escritor ecléctico.
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #128 em: Abril 23, 2013, 18:45:15 pm »
Quando é que abre as submissões para Pulp Fiction Parte II?  :D
Brevemente Diábolos, o Rapaz-Diabo.

Silent Hill 2 é o melhor videojogo de Fantástico.

Dentro de cada um de nós existe um animal prestes a ser despertado.

Salazarismo e Extrema-direita Sucks -.-'

Offline Ammar Ibn Khairin

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1765
  • O descendente do Corvo Negro
    • Ver Perfil

Offline Riona

  • Leitor compulsivo
  • ****
  • Mensagens: 707
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #130 em: Junho 16, 2014, 18:03:31 pm »
Ah ah! Finalmente o Corvo leu este livro fantástico!
Escusado será dizer, ao ler a tua crítica fiquei com saudades. Agora tenho muito para ler, mas quando precisar de recorre às "revisões", este será um bom candidato.  ;D

Offline Fernando Pinheiro

  • Sou um anjo-caído ou demónio se preferirem. Também sou o "sociopata" de Almada :D
  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2497
  • Um escritor ecléctico.
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #131 em: Fevereiro 08, 2015, 23:13:02 pm »
Junto-me a quem elogia a Antologia, excelente :)

http://leiturasdofiachaocorvonegro.blogspot.pt/2014/05/a-antologia-os-anos-de-ouro-da-pulp.html

Mesmo excelente Fiacha! E é possível que haja uma segunda parte de pulp fiction portuguesa.  ;D
Brevemente Diábolos, o Rapaz-Diabo.

Silent Hill 2 é o melhor videojogo de Fantástico.

Dentro de cada um de nós existe um animal prestes a ser despertado.

Salazarismo e Extrema-direita Sucks -.-'

Offline Fernando Pinheiro

  • Sou um anjo-caído ou demónio se preferirem. Também sou o "sociopata" de Almada :D
  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2497
  • Um escritor ecléctico.
    • Ver Perfil
Re: A Antologia - Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa
« Responder #132 em: Fevereiro 08, 2015, 23:16:20 pm »
Sr. Luís F. Silva, pode-se já mandar os contos para a segunda parte d'Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa? Ou ainda não? Se sim, para que e-mail (ou morada, se for pelo correio convencional)? Boa Sorte com isso.  8)
Brevemente Diábolos, o Rapaz-Diabo.

Silent Hill 2 é o melhor videojogo de Fantástico.

Dentro de cada um de nós existe um animal prestes a ser despertado.

Salazarismo e Extrema-direita Sucks -.-'