Autor Tópico: O Fim Chega numa Manhã de Nevoeiro  (Lida 11355 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Fernando Pinheiro

  • Sou um anjo-caído ou demónio se preferirem. Também sou o "sociopata" de Almada :D
  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2497
  • Um escritor ecléctico.
    • Ver Perfil
Re: O Fim Chega numa Manhã de Nevoeiro
« Responder #45 em: Março 22, 2012, 21:34:25 pm »
Possivelmente o Nicolau Breyner.

O Horror! O Horror! ;)

Realmente.  ;D Ele é bué arrepiante.

Imaginem só ele a dizer "Vou dar vos cabe do canastro. Punks."

 ;D  ;D  ;D

Ele é o nosso Michael Corleone e Robert De Niro!

E agora também é o nosso "Hellboy" também........
Brevemente Diábolos, o Rapaz-Diabo.

Silent Hill 2 é o melhor videojogo de Fantástico.

Dentro de cada um de nós existe um animal prestes a ser despertado.

Salazarismo e Extrema-direita Sucks -.-'

Offline Dp_soares

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1861
    • Ver Perfil
Re: O Fim Chega numa Manhã de Nevoeiro
« Responder #46 em: Maio 10, 2012, 23:08:36 pm »
Depois de ter começado a ler o livro no natal, (li umas 50 páginas), e desistido, achei por bem voltar a dar uma oportunidade, e não me arrependi nada.
Na altura parei de o ler porque estava de férias e depois fui-me esquecendo...

Gostei da história, o final fez-me lembrar os filmes de terror, no sentido de que há sempre possibilidade de haver sequela. Se houver eu compro de certeza lol
Primeiro porque é português, e eu nunca tinha lido nada neste género feito por um português. Segundo, uma das coisas que adorei, pode parecer um pouco estúpido, foi o facto de ser em Lisboa, num local que conheço. Ainda hoje, quando estava a atravessar a ponte 25 de Abril, de comboio, para ir para a Universidade, veio-me à memória a travessia que o Sr.Mendes fez no Tejo. Em relação ao ser em Lisboa, ainda tive a coincidência de ler as "Aventuras de Pizzaboy e Dog Mendonça" na mesma altura.

Foi um livro que li bem e gostei.

Offline salustio

  • Aprendiz
  • *
  • Mensagens: 18
    • Ver Perfil
    • Renato Carreira - Site Oficial
Re: O Fim Chega numa Manhã de Nevoeiro
« Responder #47 em: Maio 21, 2012, 12:48:27 pm »
O Sr. Mendes não passou o Tejo de comboio porque se tinha esquecido de carregar o passe da Fertagus. (Obrigado.)

Offline salustio

  • Aprendiz
  • *
  • Mensagens: 18
    • Ver Perfil
    • Renato Carreira - Site Oficial
Re: O Fim Chega numa Manhã de Nevoeiro
« Responder #48 em: Maio 21, 2012, 12:52:35 pm »
Aproveitava para anunciar um ebook novo: http://www.smashwords.com/books/view/164179

Mais informação:

"No mundo do agente Alfa 33, o 25 de Abril não resultou e a ditadura do Estado Novo mantém-se até aos nossos dias. Portugal continua pobre e atrasado, mas a situação parece menos grave porque ninguém está autorizado a queixar-se."

Opinião subversiva não visada pela Comissão de Censura

.....

Um 007 da PIDE num Estado Novo contemporâneo em que o analfabetismo e a boçalidade são virtudes e onde os crápulas mais abjetos vão à missa e são admirados como exemplo.

.....

Quarenta anos após o golpe militar falhado de 25 de Abril de 1974, Portugal continua a ser um oásis de alegria e prosperidade à beira-mar plantado. E a paz e a segurança dos seus afortunados cidadãos continua entregue ao zelo inabalável dos bravos agentes da DGS, grupo de patriotas dedicados que, só por acaso, também desempenham a função de polícia política do Estado Novo. No combate interminável contra a subversão, a Pátria conta com os préstimos do agente Alfa 33, orgulho da portugalidade, macho latino e defensor das coisas que precisam de ser defendidas. Mas os seus talentos extensos poderão não ser suficientes para salvar de um perigoso embaraço a memória do fundador do regime. Conseguirá Alfa 33 manter em segredo o Furúnculo de Salazar?

Offline sofiaromualdo

  • Leitor Inveterado
  • ***
  • Mensagens: 258
  • Definitely a Cat Person
    • Ver Perfil
    • Blog
Re: O Fim Chega numa Manhã de Nevoeiro
« Responder #49 em: Maio 28, 2012, 20:24:59 pm »
Finalmente li este livro, e fiquei agradavelmente surpreendida pela escrita, pelo humor e pela construção do mundo. No entanto, gostaria de ter visto mais desenvolvimento das personagens, e a história deixou algo a desejar - tal como outras pessoas referiram, o enredo dava pano para mangas, e pessoalmente teria gostado de uma exploração mais calma, em vez do ritmo alucinante de constantes peripécias. Torna o livro demasiado frenético e faz com que o final perca força. Mas tenho consciência de que esta é provavelmente uma preferência pessoal.

De qualquer maneira, queria deixar aqui os meus parabéns ao autor pelo livro. Já tenho o "História de Portugal" à espera na minha estante. :)