Autor Tópico: Clube de Patifes  (Lida 2346 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Magnus

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4277
  • O Senhor Luvas
    • Ver Perfil
    • O Senhor Luvas
Clube de Patifes
« em: Julho 06, 2014, 12:06:16 pm »
 


Descubra porque se suicidou o autor

Cuba, 1942. Ernest Hemingway descobre um segredo tão perigoso que só há uma fuga possível:o suicídio. No auge da Segunda Guerra Mundial, o famoso escritor Ernest Hemingway procurou autorização do governo americano para montar uma rede de espionagem a partir de sua casa em Cuba. Até aqui está tudo comprovado por documentos verdadeiros... No Verão de 1942, Joe Lucas, agente do FBI, chega a Cuba por ordens de J. Edgar Hoover para manter Ernest Hemingway debaixo de olho. O famoso escritor reunira um grupo, a que chamara "Clube de Patifes", para se envolver num perigoso jogo amador de espionagem. Mas é então que Lucas e Hemingway, contra todas as expectativas, descobrem informações secretas vitais... e o jogo torna-se verdadeiramente mortal. Em Clube de Patifes, Dan Simmons desenvolve os factos conhecidos e transforma-os numa grande obra de suspense histórico nas paisagens sensuais da Cuba dos anos quarenta.


Nota - Apesar de este livro não fazer parte da colecção Bang! o seu autor pertence e como a historia envolve (alguma) especulação achei que não ficaria mal abrir este tópico.
« Última modificação: Julho 06, 2014, 12:10:59 pm por Magnus »
O Senhor Luvas
mais que um blog de literatura

Offline Magnus

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4277
  • O Senhor Luvas
    • Ver Perfil
    • O Senhor Luvas
Re: Clube de Patifes
« Responder #1 em: Julho 06, 2014, 12:13:23 pm »
A minha opinião deste excelente livro  :)

Citar

Ernest Hemingway foi mais do que um escritor laureado com o prémio Nobel da Literatura em 1954. A sua vida foi recheado de aventuras que davam um ou mesmo muitos livros e foi isso mesmo que Dan Simmons se propôs fazer: escrever um livro que retrata-se um episódio da vida de Hemingway.
A história começa a 2 de Julho de 1962, no dia em que Hemingway se suicida (pelo menos é essa a tese oficial...), mas a razão desse acto leva-nos ao Verão de 1942, à ilha de Cuba, durante a 2.º Grande Guerra num período em que a balança parecia pender para o lado dos Nazis.
Toda a história é contada na primeira pessoa pela perspectiva do agente do FBI/SIS Joe Lucas. Lucas é um agente de contra-espionagem que é tirado a meio de uma missão no México pelo próprio J. Edgar Hoover, o director do FBI, para ser colocar como espião de uma rede de espiões amadores chamada Clube de Patifes, criada e liderada por Hemingway, mas desde o inicio que algo não está bem e Lucas sabe isso. Vai levar-nos de Havana à Finca (a quinta de Hemingway) e vamos passar bons e maus momentos a bordo do Pilar (o barco de Hemingway) enquanto procura atrair U-boat (submarinos Alemães) ao longo da costa de Cuba. Vamos conhecer outras facetas de pessoas que pensávamos conhecer como Ian Fleming, Ingrid Bergman, Gary Cooper, John F. Kennedy ou Marlene Dietrich, entre tantos outros.

No fim ficamos a pensar se sem querer Dan Simmons não terá descoberto a razão por detrás do aparente suicido tal o realismo deste seu livro.

O Clube de Patifes é um interessante thriller histórico em que nada é o que parece e no qual podemos contar com muitas voltas e reviravoltas e mistérios como não podia deixar de ser.  E como o autor diz na nota final, 95% são factos verídicos. O autor "meramente ligou os pontos" com (muita) imaginação, mas sempre ancorado na realidade dos factos.  Ora é nesta ancoragem na realidade que o livro tem paradoxalmente o seu ponto forte e fraco. É um livro extremamente rico em Historia, principalmente uma que nos costuma passar ao lado, os "movimentos de bastidores" na Segunda Grande Guerra, por norma dá-se muito mais atenção as batalhas que se travaram na Europa e ignora-se (quase) tudo o resto. Ora o autor carregou o livro dessa história e existe a possibilidade de alguns leitores sentiram-se algo esmagados com a quantidade de informação que nos é "despejada" (logo no inicio temos "Um Guia de Termos e Acrónimos dos Serviços de Informações"), mas penso que depressa o leitor tomará o ritmo ao livro.

A investigação de Dan Simmons foi exaustiva. Quem está familiarizado com a Historia deste período apreciará todos os pequenos (e grandes) detalhes que dão ao livro (ainda) mais vida. Para quem pouco ou nada conhece tem aqui uma oportunidade de aprender ao mesmo tempo que aprecia este belo livro.

E agora um pequeno aviso. Existem livros que só podem ser verdadeiramente apreciados depois de se ler a última palavra e o Clube de Patifes de Dan Simmons é um desses livros. Não me interpretem mal, apreciei o livro desde o inicio, mas só lhe dei o devido e verdadeiro valor no final e tenho a certeza que o mesmo acontecerá com muitos outros leitores. Portanto caso estejam com duvidas façam um esforço e vão até ao fim para assim perceberem na totalidade o quanto este livro é excepcional não só pela sua historia, mas também pela capacidade narrativa do autor.

Quanto à tradução do João Seixas pareceu-me compete. Apenas não gostei das notas serem no final do livro, era preferível que as tivessem colocado no final das paginas onde aparecerem (embora não saiba se esta foi uma decisão de tradutor ou da editora), porque ter de ir ao fim do livro cada vez que aparece uma quebra o ritmo da leitura.


Originalmente publica no blog O Senhor Luvas :

http://osenhorluvas.blogspot.pt/2014/01/opiniao-clube-de-patifes-de-dan-simmons.html
O Senhor Luvas
mais que um blog de literatura

Offline Magnus

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4277
  • O Senhor Luvas
    • Ver Perfil
    • O Senhor Luvas
Re: Clube de Patifes
« Responder #2 em: Julho 06, 2014, 12:17:55 pm »
E porque o nosso camarada Ammar Ibn Khairin está de ferias mas gostou bastante deste livro aproveito para colocar cá a sua opinião:

Citação de: Ammar Ibn Khairin

Mais um livro excelente de Dan Simmons, sem dúvida o melhor de todos os que o catálogo da coleção BANG! oferece, no meu entender.

Não é um escritor que imprime um ritmo muito alto aos seus livros, tornando-os até um pouco descritivos, mas, contrariamente ao que me é habitual, gosto bastante. Cria uma estruturação e explicação muito boa de todo o enredo onde a ação se desenvolve e as suas personagens apresentam um nível de profundidade maior que o habitual. Tudo fruto de um trabalho de investigação verdadeiramente fantástico. Não há como negá-lo, um homem inteligente e com uma escrita de muita qualidade, é, quanto a mim, o seu forte.

Depois de ler O Terror, uma expedição ao Ártico, A Canção de Kali que se passa nas profundezas da Índia, O Mistério de Charles Dickens que se passa em Londres, nada como ler um livro passado em Cuba, repleto de intrigas, sendo a espionagem e os vários interesses envolvidos, o centro do enredo e claro duas personagens fantásticas, quer Lucas quer Hemingway.

Não vou estar aqui a cansar-vos a descrever exaustivamente o livro, para quem goste de espionagem, um bom policial, romance histórico, tudo descrito com muita qualidade então este é sem dúvida um livro que vos irá agradar, um livro que tive a sorte de comprar por 5€ na feira do livro de Lisboa e que não me desapontou, revelando-se mais um belo livro deste autor.

Só tenho pena de não ter mais livros do escritor por ler, já li tudo, resta-me ter a esperança que a Editora tenha a coragem de publicar (que já foi enorme ao publicar tantos livros do escritor) pois é sem dúvida um escritor notável, não tenham medo de investir o vosso dinheiro nos seus livros, todos eles valem bem a pena.


http://leiturasdofiachaocorvonegro.blogspot.pt/2014/07/clube-dos-patifes-dan-simmons.html
O Senhor Luvas
mais que um blog de literatura

Offline Ammar Ibn Khairin

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1765
  • O descendente do Corvo Negro
    • Ver Perfil
Re: Clube de Patifes
« Responder #3 em: Julho 22, 2014, 11:57:43 am »
Grande livro sem duvida e graças ao amigo Magnus que me deu a conhecer este excelente escritor o meu atual preferido ;)