Autor Tópico: A Sabedoria dos Mortos  (Lida 9646 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline admin

  • Administrator
  • Leitor de Fim de Semana
  • *****
  • Mensagens: 96
    • Ver Perfil
    • http://www.saidadeemergencia.com
A Sabedoria dos Mortos
« em: Março 05, 2008, 14:37:42 pm »


Sherlock Holmes enfrenta os pesadelos Lovecraftianos

“Várias vezes lhe disse, meu caro Watson, que quando se elimina o impossivel, o que resta, por mais improvável que seja, é a verdade. Mas... o que acontece quando não se pode eliminar o impossível?” Durante a investigação de um estranho caso de suplantação de personalidade, o famoso detective de Baker Street vê-se envolvido numa intriga feroz entre duas seitas luciferinas - o lendário Amanhecer Dourado e a franco-maçonaria egípcia - pela posse do livro mais poderoso alguma vez escrito, o livro que abre as portas do próprio Inferno: o tenebroso e amaliçoado Necronomicon. Rodolfo Martinez coloca frente a frente dois dos grandes mitos literários de todos os tempos: o intelecto de Sherlock Holmes e a imaginação de H. P. Lovecraft. O resultado é uma narrativa apaixonante que poderia estar assinada pela própria pena de Sir Arthur Conan Doyle.

Para ler um excerto clique aqui:
« Última modificação: Março 30, 2012, 00:26:10 am por Smirlah »

Offline emperium

  • Leitor Inveterado
  • ***
  • Mensagens: 477
    • Ver Perfil
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #1 em: Maio 02, 2008, 16:03:24 pm »
Este foi mais um livro que adorei ler. Cheguei ao ponto de pensar que estaria mesmo a ler um livro do Sir Arthur Conan Doyle. Antes de o ler pensei que seria uma tentativa frustrada de um Espanhol de querer vender livros apenas por colocar o nome de Sherlock Holmes na capa do mesmo. Mas depois de o ler achei algo de extraordinário. Gostava de poder ler mais qualquer coisa dele, pois deixou-me muito curioso.

Offline Mary_Russel

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 62
    • Ver Perfil
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #2 em: Julho 06, 2008, 23:01:48 pm »
Como apreciadora das chamadas histórias "apócrifas" de Sherlock Holmes, adorei o livro.
É um personagem que admiro e vê-lo rodeado de personagens miticos como Drácula, Van Helsing e personalidades como Lovecraft e outros, tornaram a leitura apaixonante.  :D

Recomendo vivamente!
"Várias vezes lhe disse, meu caro Watson, que quando se elimina o impossível, o que resta, por mais improvável que seja, é a verdade. Mas...o que acontece quando não se pode eliminar o impossível?"

Offline Faria

  • Rato de biblioteca
  • *****
  • Mensagens: 1070
    • Ver Perfil
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #3 em: Julho 17, 2008, 23:34:52 pm »
tambem adorei o livro de uma ponta a outra. nunca tinha lido nada de sherlock holmes e tenho a dizer que gostei sobretudo com a mistura de lovecraft na historia.
"E em poucas palavras Maldoror foi bom, nos seus primeiros anos, em que viveu feliz. Está dito"

Where shadows meet art:
http://coxixocorner.deviantart.com/
http://fariacorner.daportfolio.com/

Offline Mary_Russel

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 62
    • Ver Perfil
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #4 em: Julho 18, 2008, 10:48:01 am »
Citação de: "Faria"
tambem adorei o livro de uma ponta a outra. nunca tinha lido nada de sherlock holmes e tenho a dizer que gostei sobretudo com a mistura de lovecraft na historia.


Não leste as histórias originais então? Eu além dessas tenho um monte de apócrifos, porque desde que li A Sabedoria dos Mortos tomei o gosto em aventuras de Sherlock Holmes fora do cãnon. A maioria claro é em inglês.

Confesso que nem sabia quem era H.P. Lovecraft na altura de ler esse livro  :oops: depois é que com pesquisas e isso entendi porque era com o pai e não ele próprio (não iam meter um puto de 4 anos ehehe).

Encomendei um livro que já o envolve com Sherlock Holmes

Pulptime: Being a singular adventure of Sherlock Holmes, H.P.Lovecraft and the Kalem Club
"Várias vezes lhe disse, meu caro Watson, que quando se elimina o impossível, o que resta, por mais improvável que seja, é a verdade. Mas...o que acontece quando não se pode eliminar o impossível?"

Offline Magnus

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4277
  • O Senhor Luvas
    • Ver Perfil
    • O Senhor Luvas
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #5 em: Novembro 16, 2008, 20:47:10 pm »
Que é que posso dizer mais além de que também adorei este livro :D
Alias fiquei tão impressionado com a escrita e com um critica que dizia que ele escrevia de um modo muita parecido com o Sir Arthur Conan Doyle que li "O Cão dos Baskervilles" e que também adorei e que recomendo a todos
O Senhor Luvas
mais que um blog de literatura

Offline RuiBaptista

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2214
    • Ver Perfil
    • Bela Lugos is Dead
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #6 em: Novembro 16, 2008, 21:45:40 pm »
Não posso dizer que tenha gostado assim tanto do livro... mas não está mau de todo.

Offline Gaminha

  • Aprendiz
  • *
  • Mensagens: 18
    • Ver Perfil
    • http://www.muito-para-ler.blogspot.com
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #7 em: Maio 11, 2009, 13:26:39 pm »
Aqui fica a minha review (que tambem se encontra no meu blog pessoal)

A sabedoria dos mortos
Rodolfo Martinez

"Durante a investigação de um estranho caso de suplantação de personalidade, o famoso detective de Baker Street vê-se envolvido numa intriga feroz entre duas seitas luciferinas - o lendário Amanhecer Dourado e a franco-maçonaria egípcia - pela posse do livro mais poderoso alguma vez escrito, o livro que abre as portas do próprio Inferno: o tenebroso e amaldiçoado Necronomicon.

Rodolfo Martinez coloca frente a frente dois dos grandes mitos literários de todos os tempos: o intelecto de Sherlock Holmes e a imaginação de H. P. Lovecraft. O resultado é uma narrativa apaixonante que poderia estar assinada pela própria pena de Sir Arthur Conan Doyle."



A Sabedoria dos Mortos traz-nos novas historias de Sherlock Holmes, desta vez com um toque de irreal e do imaginário. O livro é composto por 3 historias: "A Sabedoria dos Mortos", "Desde a Terra mais além do Bosque" e "A Aventura do Assassino Fingido".

Nas duas primeiras historias o autor tem uma ideia engraçada, não original, mas que consegue desenvolver com algum interesse. No primeiro caso Sherlock Holmes enfrente um antepassado de Lovecraft (possivelmente avô) que tenta roubar o famoso Necronomicon, no outro caso Sherlock Holmes enfrenta Dracula com a ajuda de Van Helsing o Dr. John Seward.
Por um lado para quem não conhecer Lovecraft e todo o mundo lovecraftiano, o primeiro conto permite-nos sentir um ligeiro toque desse mundo de terror. Misterios que ficam sem resposta, referencia ao Livro dos Mortos designado por Necronomicon. Pequenos seres malignos com poderes sub-naturais, sem nunca sair do mundo de Holmes. Por outro lado para quem gosta de Sherlock Holmes terá aqui hipótese de quase rever Holmes em mais algumas investigações.

O autor peca por tornar a acção demasiado lenta no caso da primeira historia. Rodolfo Martinez perde-se no desenvolvimento da acção em pro do relacionamento de Holmes e do Dr. Watson. Esta tentativa de desenvolver o relacionamento de ambos faz as personagens afastarem-se um pouco das personagens a que Arthur Conan Doyle nos habituou.
O segundo conto é bastante corriqueiro, sem nada de novo nem extraordinário, mas que no meu caso me agradou mais, por envolver o Dracula. O terceiro conto, é provavelmente o que mais se aproxima do verdadeiro Sherlock Holmes.

No livro em si, o que me deixou confusa foi a aversão do autor ao Arthur Conan Doyle, pois o Rodolfo Martinez introduz o Conan Doyle como personagem no primeiro conto, caracterizando-a bastante negativamente, o que não joga a favor de Rodolfo Martinez.
Li: "Pássaros Feridos" de Colleen Mccullough
Estou a ler: "Madame Bovary" Gustave Flaubert
e também: "As Minas de Salomão" Ridder Haggard
Vou ler a seguir: ...

Offline Mary_Russel

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 62
    • Ver Perfil
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #8 em: Maio 12, 2009, 00:41:00 am »
Citação de: "Gaminha"
Aqui fica a minha review (que tambem se encontra no meu blog pessoal)




A Sabedoria dos Mortos traz-nos novas historias de Sherlock Holmes, desta vez com um toque de irreal e do imaginário. O livro é composto por 3 historias: "A Sabedoria dos Mortos", "Desde a Terra mais além do Bosque" e "A Aventura do Assassino Fingido".

Nas duas primeiras historias o autor tem uma ideia engraçada, não original, mas que consegue desenvolver com algum interesse. No primeiro caso Sherlock Holmes enfrente um antepassado de Lovecraft (possivelmente avô) que tenta roubar o famoso Necronomicon, no outro caso Sherlock Holmes enfrenta Dracula com a ajuda de Van Helsing o Dr. John Seward.
Por um lado para quem não conhecer Lovecraft e todo o mundo lovecraftiano, o primeiro conto permite-nos sentir um ligeiro toque desse mundo de terror. Misterios que ficam sem resposta, referencia ao Livro dos Mortos designado por Necronomicon. Pequenos seres malignos com poderes sub-naturais, sem nunca sair do mundo de Holmes. Por outro lado para quem gosta de Sherlock Holmes terá aqui hipótese de quase rever Holmes em mais algumas investigações.

O autor peca por tornar a acção demasiado lenta no caso da primeira historia. Rodolfo Martinez perde-se no desenvolvimento da acção em pro do relacionamento de Holmes e do Dr. Watson. Esta tentativa de desenvolver o relacionamento de ambos faz as personagens afastarem-se um pouco das personagens a que Arthur Conan Doyle nos habituou.
O segundo conto é bastante corriqueiro, sem nada de novo nem extraordinário, mas que no meu caso me agradou mais, por envolver o Dracula. O terceiro conto, é provavelmente o que mais se aproxima do verdadeiro Sherlock Holmes.

No livro em si, o que me deixou confusa foi a aversão do autor ao Arthur Conan Doyle, pois o Rodolfo Martinez introduz o Conan Doyle como personagem no primeiro conto, caracterizando-a bastante negativamente, o que não joga a favor de Rodolfo Martinez.


Não era avô de Lovecraft, mas sim o próprio pai dele.

Isso até está explicado no final do livro.

Quando li esse livro não conhecia nada de Lovecfrat e por isso fez-me confusão o nome do homem que tinha o mesmo apelido dele, uma vez que não tinha nada a ver com as iniciais do Lovecraft escritor.

Mais tarde interessei-me e através de biografias percebi que era o pai dele. Alias na altura do Livro Howard Lovecraft seria uma criança de 4 anos.

Gosto bastante de misturas de Sherlock Holmes com sobrenatural e como tal adorei o livro.
Há vários que o envolvem com vampiros e há um que se chama The Plague of Dracula em que ele próprio é mordido pelas 3 noivas e torna-se num...não deixa de ter a sua graça imaginarmos o Grande Detective de caninos  :lol:

O que é o autor teve de inventar uma forma de ele não morrer mesmo asism, o que vai contra o folclore tradicional dos vampiros, ele nem obtia sangue da forma que se sabe...mesmo assim gostei bastante.
"Várias vezes lhe disse, meu caro Watson, que quando se elimina o impossível, o que resta, por mais improvável que seja, é a verdade. Mas...o que acontece quando não se pode eliminar o impossível?"

Offline Silent Raven

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2537
    • Ver Perfil
    • http://www.freewebs.com/carlaribeiro
A Sabedoria dos Mortos
« Responder #9 em: Junho 21, 2009, 23:01:52 pm »
Não sou especialmente fã de Sherlock Holmes, mas adorei ler este livro.

O comentário já está em http://asleiturasdocorvo.blogspot.com/2009/06/sabedoria-dos-mortos-rodolfo-martinez.html
"I cast out the Light and bind you to me. I cast out the Light and become your dwelling place. I cast out the Light that lives within me and will walk in this Dark place forever!" in Belladonna, by Anne Bishop

http://asleiturasdocorvo.blogspot.com

Offline Fiacha

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 15386
  • Corvo Negro
    • Ver Perfil
Re: A Sabedoria dos Mortos
« Responder #10 em: Maio 26, 2011, 03:46:56 am »
A Sabedoria dos Mortos - Crítica no blogue porta viii

 

"Várias vezes lhe disse, meu caro Watson, que quando se elimina o impossível, o que resta, por mais improvável que seja, é a verdade. Mas… o que acontece quando não se pode eliminar o impossível?"

Esta é a premissa para três histórias fantásticas de Sherlock Holmes escritas por Rodolfo Martinez.

Rodolfo Martinez não se limitou a recrear o mundo de Sherlock Holmes. Ele consegue ir muito mais longe e de forma convincente.
Como muito bem explica o tradutor português, José Manuel Lopes:

"Sherlock Holmes e a Sabedoria dos Mortos, consiste na tradução fictícia de um série de três textos, do inglês para o castelhano(…) O interessante , porem, neste caso, é que o romance revela o seu ficcional palimpsesto. Quero dizer, apesar de ter sido originalmente escrito em castelhano apresenta toda uma série de marcas que nos fazem “acreditar”, à medida que vamos lendo, que se trata efectivamente de uma tradução feita a partir do inglês.[1]"

As primeiras duas histórias,

A Sabedoria dos Mortos
Desde a Terra Mais Além do Bosque

têm um toque de irreal e do imaginário. A primeira história é sobre o roubo do famoso e misterioso Necronomicon. Na outra aventura Sherlock Holmes enfrenta Drácula em parceria com Van Helsing e o Dr. John Seward.

“A Aventura do Assassino Fingido”, o último caso, é uma história tradicional de Sherlock Holmes.

De uma maneira geral gostei bastante do que li.

Para seguir no blogue porta viii

http://www.portaviii.com/a-sabedoria-dos-mortos/
Livro a ler: O Cavalo de Outubro de Collen McCuloough 6º volume da saga 1º Homem de Roma

Offline Fernando Pinheiro

  • Sou um anjo-caído ou demónio se preferirem. Também sou o "sociopata" de Almada :D
  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2497
  • Um escritor ecléctico.
    • Ver Perfil
Re: A Sabedoria dos Mortos
« Responder #11 em: Maio 26, 2011, 04:10:22 am »
Um dos melhores livros da SdE. XDXD Ou não foussem eles fãs de Lovecraft.
Brevemente Diábolos, o Rapaz-Diabo.

Silent Hill 2 é o melhor videojogo de Fantástico.

Dentro de cada um de nós existe um animal prestes a ser despertado.

Salazarismo e Extrema-direita Sucks -.-'

Offline Hellkite

  • Leitor Inveterado
  • ***
  • Mensagens: 299
    • Ver Perfil
Re: A Sabedoria dos Mortos
« Responder #12 em: Outubro 27, 2011, 19:47:44 pm »
Acabei de o ler muito recentemente e gostei do toque diferente que o autor conferiu ao imaginário de outros dois autores clássicos no seu próprio estilo. A personagem de Sherlock Holmes foi bem retratada na minha opinião, tal como Dr. Watson, o que gostei pois se ao ler não conseguisse associar o Holmes de Martinez com o de Doyle não teria ficado tão presa à história. A introdução de Arthur Conan Doyle como uma personagem foi simplesmente deliciosa e talvez das personagens mais cómicas no decorrer do primeiro conto. De entre os três contos no livro se tivesse de eleger um preferido escolheria o primeiro porque também sou uma grande fã de Lovecraft - apesar de considerar que os elementos Lovecraftianos foram muito softs ao longo do conto sendo os Arthurianos mais proeminentes. Os outros dois contos são agradáveis mas a temática deles é algo do qual já estou um pouco exausta depois desta espécie de Boom vampiresco que enfrentamos actualmente na literatura.

Em suma, é uma boa companhia para qualquer fã do estilo, não aconselharia a pessoas que já não tivessem lido alguma coisa pelo menos de Arthur Conan Doyle.
"Porquê viver uma só vida, quando na verdade por tantos olhares posso espiar e calmamente apreciar cada viagem.”

Blog: Millenium of the Bookworm

Offline Riona

  • Leitor compulsivo
  • ****
  • Mensagens: 707
    • Ver Perfil
Re: A Sabedoria dos Mortos
« Responder #13 em: Janeiro 17, 2012, 06:38:03 am »
Depois de ler a primeira aventura, A Sabedoria dos Mortos, senti-me desiludida. É verdade que nunca fui fã dos livros de Sherlock Holmes. Embora sempre tenha achado imensa piada à personagem, os livros em si nunca me entusiasmaram. Na verdade, só li um deles, Um Estudo em Vermelho, e, como não correspondeu às minhas expectativas, passei a explorar a personagem apenas na televisão e no cinema, assim como o Poirot.

Mas, como a premissa deste A Sabedoria dos Mortos me despertou a curiosidade, acabei por não resistir. No entanto, alguma coisa na história, ou na escrita não me deixou seduzir o suficiente. Ainda por cima, até uma determinada altura, estive sempre à espera que fosse o próprio H. P. Lovecraf a aparecer. É verdade, ando sempre a leste de pormenores como datas, se afinal, é um livro, não é? Não era a primeira vez que havia, na literatura, atropelos cronológicos – um deles, estranhamente, cometidos pelo próprio Dr. Watson, como nos foi revelado em Algumas notas sobre a tradução;D

A aventura seguinte, Desde a Terra Mais Além do Bosque, já me “agarrou”. A curiosidade manteve-se, e facilmente entrei no ambiente. Se calhar envolveu-me mais facilmente porque também gosto muito do tema de vampiros clássicos e o Drácula é aquela coisa. O melhor momento de todos o livro foi precisamente neste conto, com a apresentação Vlad-Holmes. Adorei! Achei genial! Mesmo assim a personagem do Drácula não me fascinou tanto como eu esperava. Acho que estou a tornar-me picuinhas e difícil de contentar.  ;)

Finalmente, a última narrativa, A Aventura do Assassino Fingido, também me pareceu um tanto forçada, a fazer lembrar um daqueles episódio menos emocionantes de séries em “alta rotação”, como o NCYS, ou Prison Break. Não sei se o defeito é meu, ou se é mesmo a mais fraca, mas das três aventuras, foi a que eu gostei menos.

Entretanto, a seguir, os “extras”. Normalmente, costumo gostar dos anexos, apêndices, notas de tradução dos livros, onde normalmente se acaba por descobrir algo de interessante. Mas neste caso, fiquei com a ideia de que havia “explicações” a mais, e que isso tirou a magia ao livro. Estou mesmo a ficar picuinhas...  ::)

Resumindo: é um bom livro, maravilhoso para fãs de Holmes e medianamente interessante para qualquer apreciador de leituras do fantástico. As minhas expectativas meteram-se pelo meio, e não me deixaram “ligar” à obra da forma como era suposto, tal  como já me tinha acontecido anteriormente (com Frank Herbert e o próprio Lovecraft, por exemplo).
Mas penso que é de se louvar a ideia original do R. Martinez e a coragem de a concretizar. Recomendo. Com uma certa reserva, mas recomendo.  :)
« Última modificação: Janeiro 17, 2012, 06:52:44 am por Riona »