Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Casas e personagens / Re: O que gostarias que acontecesse na série?
« Última mensagem por tahra em Janeiro 18, 2018, 13:18:29 pm »
Se fosse outro, sim, Jon e Dany juntos (assim como o Jaime e a Brienne, e a Arya com o Gentry, e.. e.. e!).. assim.. acho que estou mais inclinada para morrer pelo menos um. Apostava no Jon se for esse o caso.

E os dragões :'(  E o Ghost :'(

E a *** da Cercei, às mãos do Jaime, que também não sobrevive.

Por mim quem fica no fim (a não ser que morram mesmo TODOS) são o meu ADORADO Bran das pedradas verdes (raios partam o Jaime por não saber atirar um crio de uma janela como deve ser!) e, claro, o Tyrion.

Pelos títulos dos livros (se alguma vez virem a luz do dia), diria que há esperança para Westeros.. mas.. sei lá.

O fazia MESMO falta, era que os livros fossem editados. Nesse caso, não me interessa se a série vem em 2019, 2020 ou 2030... mas começo a duvidar que alguma vez apareçam :(
2
Escrita Criativa / CONTO - Somos Aquilo que Comemos (Distopia)
« Última mensagem por Viriato93 em Janeiro 16, 2018, 10:42:52 am »


Como já se provou uma e outra vez, os modelos matemáticos moldam-se na perfeição às leis da natureza. É do saber comum as quatro forças fundamentais do Universo: o porquê dos objectos caírem em vez de se elevarem na atmosfera; ou a forma como os nossos cabelos se despenteiam na presença de um campo electromagnético forte o suficiente. Sabemos muito, mas não sabemos tudo. Tão importante como conhecer as leis fundamentais, é saber a sua origem. E foi neste sentido, durante décadas de trabalho, que o Doutor Martin Shulz procurou desvendar o mistério. No entanto, tais esforços desaguaram na descoberta de uma outra lei – Esta fundamenta-se, para surpresa de todos, naquilo a que o doutor apelidou por Lei Universal da Nutrição. Aquilo que sempre esteve mesmo por baixo dos nossos narizes, desde os primórdios da humanidade, há mais de dois milhões de anos, é também a quinta força universal, constante no tecido do espaço-tempo. Ora daqui surgiu um impasse, pois depressa os humanos depreenderam que tudo o que faziam, desde a primeira palpitação cardíaca até à cova, se regia pelo factor mais inesperado – a alimentação. Como é lógico, e por certo o próprio leitor terá já concluído, após esta descoberta, depressa a expressão “somos aquilo que comemos” adquiriu um novo sentido, tão literal como a famosa frase de Isaac Newton “what goes up, must come down”.

Foi publicado o primeiro artigo, divulgando ao publico a nova Força Fundamental. Os estados de todos os países do planeta apressaram-se a criar as suas próprias leis em concordância com a descoberta. Tal veio alertar a humanidade para um facto de extrema importância e que desafiava os sentidos tridimensionais. O primeiro caso a confirmar as suspeitas surgiu na primeira página de todos os jornais do mundo no dia seguinte com a mesma imagem: um feijão em cima de uma cadeira. Não fosse a legenda com letras gordas tão alarmante, talvez esta tivesse arrancado sorrisos e gargalhadas de muitos leitores. Mas o caso não era para brincar.

CRIANÇA TRANSFORMA-SE NUM FEIJÃO

Assim, tão simples que quase podia tratar-se de uma anedota. Mas após uma leitura mais detalhada, verificava-se o seu contrário. Nas palavras da própria mãe da criança, transcritas para o jornal “Num segundo ele estava ali, a seguir já não estava”. As greves de fome multiplicaram-se exponencialmente, quase como se tambem estas seguissem uma Lei Natural. O que, de certa forma, não andava muito longe da verdade – era a Lei da Sobrevivencia a entrar em campo. Tal desencadeou comunicados por parte das instituições de saude, cada vez mais paradoxais: Num dia afirmavam a necessidade de uma alimentação rica em nutrientes para o corpo; no dia seguinte (por vezes na própria tarde do mesmo dia) renunciavam o conselho dado anteriormente. No site oficial da OMS chegou mesmo a ler-se “É importante para o ser Humano que este não se alimente”. Tal gerou o panico no mundo inteiro. As noticias de novas transformações sucediam-se de forma vertiginosa e não havia solução à vista para o problema.

Foi aliás, de forma bastante peculiar, que a família Moriarty lidou com a situação. Reunidos em torno da mesa da sala, a mesma mesa onde haviam comido as refeições desde que havia memória, olhava cada um para o prato que tinham à frente. Por aquela altura, qualquer peça de roupa lhes ficava larga e os ossos dos ombros pareciam cabides. As palavras do avô, o mais velho, e por isso o mais experiente, eram suseranas:

- É preciso que haja um sacríficio.

E todos acenaram com as cabeças pois não havia ninguém cujo estômago pudesse discordar. Era sabido por quase toda a família de que sacrifício falava o avô: o assunto havia sido discutido vezes sem conta e agora, o assunto seria literalmente posto em cima da mesa.

E foi rápida a forma como tudo se desenrolou. O senhor Colin ergueu-se de uma só vez, com determinação espelhada no olhar, e do cinto produziu uma faca de cortar carne, daquelas que só se viam nos talhos ( quando as pessoas ainda comiam, e os talhos ainda estavam abertos). A lamina brilhou à luz das velas colocadas ordeiramente sobre o tampo da mesa e James, o pequeno e único filho do casal Moriarty, desatou a chorar; porque tinha fome ou pela ressaca evolutiva de ver alguém com uma arma bem erguida por cima da sua cabeça, ninguém sabe dizer. A faca desceu tão depressa sobre o braço de James que o corte não deixou margem para duvidas do que tinha acontecido. Não houve necessidade de uma segunda golpada para que o bracinho se separasse do corpo. Os gritos intensificaram-se. A mãe do menino baixou os olhos, chorou muito, mas a fome era maior. A faca voltou a subir e a descer em diferentes partes do pequeno James. Ao terceiro golpe os gritos morreram. As partes foram divididas pelos pratos – O avô, o mais velho, e por isso o primeiro a ser servido, colocou um guardanapo por cima da camisola e após uma breve oração, abriu os olhos e disse a todos os presentes:

- Bom apetite.
3
Escrita Criativa / Escritores e beta readers
« Última mensagem por Rosacrvx em Janeiro 14, 2018, 12:12:53 pm »
Sabendo que há escritores por aqui, aproveito para divulgar o praticamente recém-criado Fórum Beta Readers Portugal. Como o nome indica, é um fórum para pôr em contacto escritores e beta readers.

Não sei qual é a etiqueta no respeitante a postar links, portanto não o vou fazer. Mas se uma pesquisa Google não bastar podem sempre enviar-me PM.

Visitem!  :)
4
Literatura / Re: Livros Lidos em 2018
« Última mensagem por shining_cross em Janeiro 11, 2018, 22:33:09 pm »
1. Os segredos de uma ilha:O início - Natacha e Bruno Silveira;
2. Segredos obscuros (Vol. 1 - série Sebastian Bergman) - Michael Hjorth e Hans Rosenfeldt
3. The first city (Vol. 3 da trilogia Dominion) - Joe Hart


MANGA/BD
1. Fullmetal Alchemist: vol.1 - Hiromu Arakawa;
2. Fullmetal Alchemist: vol.2 - Hiromu Arakawa;
3. Fullmetal Alchemist: vol.3 - Hiromu Arakawa;
4. Fullmetal Alchemist: vol.4 - Hiromu Arakawa;
5. Fullmetal Alchemist: vol.5 - Hiromu Arakawa;
6. Fullmetal Alchemist: vol.6 - Hiromu Arakawa;
7. Fullmetal Alchemist: vol.7 - Hiromu Arakawa
5
Casas e personagens / O que gostarias que acontecesse na série?
« Última mensagem por Ashara em Janeiro 06, 2018, 23:17:48 pm »
Olá! Acho que é altura de reavivar este fórum llol

Embora a série de televisão já tenha ultrapassado temporalmente os livros, não quer dizer que aconteça nestes o mesmo que aconteceu e acontecerá na tv. Duvido muito até. Por isso, sem ter em conta a série de tv, ou até tendo-a em conta, como é que gostavas que acabasse a história, e do que é que não gostavas que acontecesse?

Por mim tenho quase a certeza que a série terminará com a guerra contra os Outros na qual Jon, Dany, e Bran terão um papel fulcral. Não sei bem o que lhes irá acontecer, nem como ficará Westeros, mas parte de mim pensa que os três dragões são capazes de perecer nesse conflito, bem como Jon e Dany.

Por falar nestes  dois, tenho que confessar que não gosto muito da ideia de vê-los juntos, romanticamente, embora seja isso o que acontecerá quase de certeza. Não sei.....vejo-os mais a ter uma relação de aliados ou parceiros ou de grande amizade.
6
Casas e personagens / T
« Última mensagem por Ashara em Janeiro 06, 2018, 23:04:53 pm »
Esta saga merece um fórum mais activo!
7
Literatura / Re: Livros Lidos em 2018
« Última mensagem por tahra em Janeiro 04, 2018, 15:45:01 pm »
01. Buck Rogers In The 25th Century -  Addison E. Steele (relido) - (04/01 - 09/01)
02. Krull - Alan Dean Foster (relido) - (10/01 - 12/01)
03. Space: Above And Beyond - Peter Telep (relido) - (15/01 - )
8
Literatura / Livros Lidos em 2018
« Última mensagem por Magnus em Janeiro 01, 2018, 23:27:19 pm »
Novo ano nova listagem e a mesma vontade de ler.

Literatura:

01 - Terrarium - Redux de João Barreiros e Luís Filipe Silva (559 páginas de 02/01 a...)

O Regresso do Assassino - Vol. 1 - O Regresso do Assassino de Robin Hoob (573 páginas de...)
Por Mundos Divergentes de Vários (160 páginas de...)
Proxy - Antologia Cyberpunk de Vários (206 páginas de...)
A Galxmente de Luís Filipe Silva (302 páginas de...)

BD:

9
Escrita Criativa / 1755
« Última mensagem por RR. em Julho 04, 2017, 21:29:02 pm »
1755


Citar
O céu estava negro e o gume da espada frio.

Polia-a todas as noites para tranquilizar a mente que teimava a voltar a tempos antigos. Sentia-se perdido.

Usava ainda o medalhão de padre ao pescoço, pois não se habituara à sensação de andar sem ele. Mas já não lhe significava nada. O padre que em tempos andara de povoação em povoação, a pregar os bons ensinamentos de Deus, não passava de um ser fútil e cego. Depois de tudo o que acontecera, era impossível acreditar em Deus.

Um suor frio cobria-lhe a pele, misturado com poeira da estrada. Vestia farrapos de uma túnica que só um tolo acreditaria que fora branca em tempos.
Mas fora-a. Nunca a tivera tão imaculada como no dia em que aquela monstruosa onda veio.

Milhares de fiéis estavam na rua, a festejar o tão aguardado dia de Todos-os-Santos. Celebrara a missa ao primeiro raiar da manhã. As ruas de Lisboa estavam decoradas com flores e ramos de eucalipto. Cheiravam a pão quente, tarte de maçã, doce de ovos e sonhos.

Sonhos que seriam destruídos e enterrados a meio da manhã. Estava prestes a terminar a procissão quando a terra tremeu, rugindo de forma assustadora e abrindo enormes fissuras debaixo dos pés de Lisboa. Durante 6 segundos, ficara sem chão. Tremera tão violentamente que parecia que a alma lhe ia ser arrancada do corpo.

Edifícios ruíram, esmagando centenas. Gritos animalescos impregnaram o ar. De repente, não havia procissão. O altar que levava Nosso-Senhor caíra, despedaçado-se, e pessoas corriam em todas as direções. Mais tarde ouvira histórias que o rio recuara subitamente pouco tempo depois, como que assustado por todo o alvoroço.

Lembrava-se de ter começado a rezar no meio do tumulto, mas fora atropelado várias vezes por pessoas que corriam e gritavam em pânico. Um inferno de chamas erguera-se ao fundo da praça onde estava e fora então que percebera que tinha que fugir.

Mas para onde? As ruas sinuosas e estreitas da cidade estavam atulhadas com destroços, pessoas, sangue e fogo.

Fora então que a vira, a onda. Entre duas casas parcialmente destruídas, vislumbrara o rio erguer-se sobre si próprio, numa massa de água, espuma e fúria gigantescas.

Sentiu um arrepio. A noite estava fria.

- Raios me partam! - praguejou o padre que já não era padre.

Percebeu então que se cortara enquanto polia a espada. Num esgar que poderia ter sido de desespero, atirou a espada para longe.

Como poderia um homem acreditar em Deus tendo visto o inferno com os próprios olhos?
10
Apresentações / Parceria para uma triologia
« Última mensagem por Sephirus Oakborn em Maio 13, 2017, 21:37:25 pm »
Boas pessoal!

Tenho um projecto de musica "celta" e estou a iniciar a composição de uma triologia com base na mitologia Galaico-lusitana.

Procuro escritores para uma possível parceria, onde a ideia será trabalhar toda a parte lírica por detrás da musica.

Se por acaso houver interessados por aí, por favor, entre em contacto por mensagem privada para mais informação.

Saudações.
Páginas: [1] 2 3 ... 10