Autor Tópico: 16ª Leitura Conjunta - A Saga de Alex 9 de Bruno Martins Soares - 6ª fase (fina  (Lida 3813 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Dp_soares

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1861
    • Ver Perfil
Termina aqui esta leitura conjunta (eu e a p7 xD, poucos mas bons) Excedeu um pouco o tempo proposto (cada um com as suas razões), por isso quero pedir desculpa à Smirlah. Eu sei que fazemos isto de livre vontade, mas se conseguirmos cumprir as datas melhor.

Agradecer ao autor/escritor (nunca sei qual o mais correcto) por ter lido e comentado os nossos comentários. É mais um autor português que me surpreende pela positiva, depois de ter lido "O fim chega numa manhã de nevoeiro" de Renato Carreira que também gostei muito.

Em relação a esta última fase (ParteVI A Feiticeira):
Foi tudo de encontro à batalha final. 100 mil homens Tshiu contra os 107 mil homens (Brondom, Remmon, Tamurya e Tribos do Norte)
Aconteceram várias coisas antes,
- a Alex recebeu as suas velhas amigas,(armas, equimento) foi um espetáculo lol, quando derrotou os vinte e poucos soldados inimigos, deixando Dael e os restantes de boca aberta.
- conhecemos as Tribos do Norte através do Jik que proporcionou um momento engraçado e perigoso, quando pediram para ver a espada e ele simplesmente retira a espada num movimento brusco deixando a maioria dos "chefões" preocupada havendo vários soldados prontos para derramar sangue. Quando o Garic disse que Jik tinha que ter mais cuidado este não percebeu, simplesmente fez o que pediram :)
- Dael foi muito engenhoso na maneira como criou desordem nos Tamurya e depois a Alex simplesmente, despois de saber quem era o duque, dispara e mata-o. Simples e eficaz.
Acho que foi mais ou menos isso que aconteceu até à batalha. Agora a batalha final foi digna de uma Batalha Final. Gostei da descrição de tudo, das várias frentes, fez-me lembrar um anime japonês onde cada personagem está no seu combate e durante o episódio vamos vendo a batalha de cada um. Morreram várias personagens o que torna mais realista a guerra. Acho que não há muito mais a acrescentar foi tudo muito bem escrito adorei.
- A carta final da Kaoru foi boa pois exlplicou-nos tudo que aconteceu durante aqueles 100 anos antes de Alex.

Por fim as perguntas xD

- Qual era a estratégia que Wa-Tsu tinha pensado quando a cavalaria Brondom decidiu desmontar? Era genial mas este acabou por morrer e quando disse ao Weng-Fei este também morreu e não chegámos a saber qual era a estratégia de Wa-tsu grande general ... (O titulo do homem é enorme lol)
- O que aconteceu à camara de hibernação de Pierre e kaoru? e dos "bruxos"? Poderá ser um tema a desenvolver numa sequela :)?
- O que aconteceu a Sanjuro? Sei que ficou no sistema solar, e que não foi atrás da filha pois o portal era inseguro. Mas podia ter tentado contactar os aliens de modo a fazerem aquilo funcionar?
- Não cheguei a perceber se o Universo ficou salvo ou não? A Alex engravidou e o filho é um vai salvaro universo? Ou só o facto de este nascer já salvou?
- Com a minha dúvida acima quer dizer que vai haver continuação? nova trilogia?

cumps

Offline Smirlah

  • Administrator
  • Bibliófilo
  • *****
  • Mensagens: 16630
    • Ver Perfil
Termina aqui esta leitura conjunta (eu e a p7 xD, poucos mas bons) Excedeu um pouco o tempo proposto (cada um com as suas razões), por isso quero pedir desculpa à Smirlah. Eu sei que fazemos isto de livre vontade, mas se conseguirmos cumprir as datas melhor.

Quem lê é quem deve decidir o tempo em que lê. ;) Talvez devamos começar a reduzir o número de páginas por fase.

Offline Dp_soares

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1861
    • Ver Perfil
Termina aqui esta leitura conjunta (eu e a p7 xD, poucos mas bons) Excedeu um pouco o tempo proposto (cada um com as suas razões), por isso quero pedir desculpa à Smirlah. Eu sei que fazemos isto de livre vontade, mas se conseguirmos cumprir as datas melhor.

Quem lê é quem deve decidir o tempo em que lê. ;) Talvez devamos começar a reduzir o número de páginas por fase.
Foi mesmo um mês dificil. Porque por exemplo quando li "As Mentiras de Locke Lamora" li em menos de uma semana. Mas estava praticamente de férias.

Offline p7

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 3003
    • Ver Perfil
Foi uma leitura conjunta complicada, sim... por mim tinha cumprido as datas e as fases, até leio rápido, mas comecei sem ter o livro e quando dei por mim já tinha passado um monte de tempo. Peço desculpa ter-me inscrito sem ter o livro nas mãos, mas na altura não antecipava ter dificuldade em adquiri-lo.

Bem, nesta fase:
- O Jik arrancou-me mais uma gargalhada com aquela cena na reunião das tribos, com a espada... foi um bocadinho cândido a mais, mas resultou. A reacção dele "(...) cambada de idiotas! Exagerados! Eu só fiz o que me pediram! Só conseguem ver sangue à frente! (...)" ao falar com o Garic foi bem divertida, mas o rapaz até tem razão, estava tudo muito stressado, prontos a premir o metafórico dedo no gatilho - a nossa sorte é que só a Alex é que tem armas de fogo. xD E gostei de ver a reunião dos dois, muito gira e emocional.

- A Méria e o Kiri! Chamem-me lamechas, mas gosto de torcer pelos casalinhos. ;D

- Foi interessante, ver a Alex voltar a pegar em tecnologia do seu tempo... em meia dúzia de minutos derrotou um Irmão de Sangue mais não sei quantos Servos de Varu... gostei de ver como o Dael se interessou pelo satélite e pela sua tecnologia, primeiro estranha-se, depois entranha-se.

- Dei por mim a torcer pelo Enry, pelo Pite pelo seu grupo; e gostei de seguir a "investida" de Waseg Rada para recuperar os barcos em Karttan.

- A maneira como o Dael e a Alex lidaram, cada um, com o duque de Boncer foi de doidos! :P

- A Batalha dos Portões: gostei de como, aparentemente começando sozinhos e com poucos homens, os brodomeses conseguiram reunir um exército bem grande em seu torno e lutar em pé de igualdade com os tshiu. Gostei da sensação de que podia tudo acontecer, de que não era por terem 100000 homens que a batalha estava ganha. O truque do duque tshiu com as barreiras foi... chatinho. Mas lembro-me que na altura em que o Dael estava a pensar que precisava de mais infantaria e que a cavalaria não podia avançar pensei cá para mim: "... e então? não podes usar os cavalos, usa os cavaleiros, ou há uma regra não escrita que diz que eles não podem descer dos cavalos? :P" E acertei na solução! Parece que estou finalmente a perceber desta coisa da estratégia militar. (Ou então não. ::))

- Gostei de ler a carta da Kaoru, mas estava com esperanças que ela e o Pierre tivessem de algum modo vivido até ao tempo em que a Alex anda por Brodom, seria um reencontro muito emotivo. Acho que a carta respondeu às dúvidas que me restavam (e sim, aquilo do magistrado fez sentido, mais o ovo/Alexandra, mais o aparecimento daquelas pessoas em Tunguska... e adorei como a batalha espacial épica entre os Povos da Água e da Luz acabou por se relacionar com a guerra entre corporações no mundo nativo da Alex), mas também me suscitou mais questões. Fiquei a suspirar por outro livro, em que se desenvolvesse a segunda parte da guerra entre os Povos da Água e da Luz e o papel do Rei Dragão/agora conhecido como o filho da Alex e do Dael.

Tenho algumas perguntas, mas vou deixar para depois... e, já agora, acabei de me aperceber: se a Kaoru e o Pierre são bisavós do Jikard, isso faria da Alex uma espécie de avó adoptiva do Jik? :o

Offline Dp_soares

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1861
    • Ver Perfil
- Dei por mim a torcer pelo Enry, pelo Pite pelo seu grupo; e gostei de seguir a "investida" de Waseg Rada para recuperar os barcos em Karttan.
Também comecei a gostar mais do Enry nesta fase. O roubo dos barcos tamém foi muito bem feito .

-  Mas lembro-me que na altura em que o Dael estava a pensar que precisava de mais infantaria e que a cavalaria não podia avançar pensei cá para mim: "... e então? não podes usar os cavalos, usa os cavaleiros, ou há uma regra não escrita que diz que eles não podem descer dos cavalos?
Nessa parte estava como se estivesse a ver um jogo de futebol, "desce do cavalo! DESMONTA" lol e acabu por fazer isso, só que pelos vistos era o que o Wa-Tsu queria que ele fizesse, >:( fiquei com curiosidade para saber qual a estratégia.

Offline Martin Braun

  • Leitor Inveterado
  • ***
  • Mensagens: 290
    • Ver Perfil
Cá estou de novo, desculpem a demora!

Ainda bem que gostaram do Jik nestas últimas fases. Tentei sempre harmonizar a tenra idade que ele tem com as responsabilidades que carrega. Apesar da sua força, Jik continua a ter 12 anos. O que implica cansar-se mais depressa (quando entra em Irulyn, por exemplo, o cansaço leva-o a respostas ríspidas, que ele depois percebe serem demasiado), leva a que não veja as consequências de tudo (daí a cena no Conselho das Tribos), etc. Mas depois até tem sorte e as coisas correm-lhe bem. Aliás, de uma forma geral, tentei que os diálogos fossem fiéis às idades das personagens, o que nem sempre acontece, mas, para algumas pessoas, parece ter tornado alguns diálogos irrealistas ou pobres... vá-se lá entender...´

Relativamente à decisão de Dael de desmontar, há que ter isto em atenção: os cavaleiros medievais eram como os tanques de hoje em dia - a sua força era a carga que era devastadora. Enquanto que até aí os cavaleiros não podiam carregar com toda a força porque não usavam estribos e não conseguiam apoiar-se no cavalo (o que levava a uma supremacia da infantaria), depois da invenção dos estribos e da cavalaria pesada, o cavalo dava uma vantagem soberba a um cavaleiro. Acho engraçadas as ideias que vos vieram quando a desmontar, mas, como percebem, não deverá ter sido uma decisão fácil para Dael.

Vamos lá então às questões:

- Qual a estratégia de Wa-Tsu? Fica no segredo dos deuses... Na verdade, a possibilidade de Wa-Tsu ter uma estratégia para derrotar Dael veio-me à última hora, achei que seria divertido. Especialmente porque assim o Bispo Serkatic, mais uma vez, derrota-se a si próprio. O Serkatic é uma personagem que me leva sempre às gargalhadas, confesso. É irritante, arrogante, pensa que é mais esperto que os outros, mas depois faz exatamente o necessário para que tudo lhe corra mal. Pode ser que se dê bem no Império Tshiu...

- A câmara de hibernação dos bruxos estará algures na capital, no Palácio Negro que os feiticeiros mandaram construir; a de Pierre e Kaoru provavelmente encontra-se no Palácio Branco das Tribos ou por perto. Quem sabe mais tarde se falará do assunto...

-Sanjuro tinha de ter cuidado relativamente ao portal, pois não poderia correr o risco de dar indicações ao inimigo da localização da Segunda Terra, claro! Sanjuro, voltando para a Terra, não terá dificuldades em derrotar uma FedAFC sem Leo Cesar.

- Quanto às restantes perguntas, sabem tanto quanto eu ;-) Como sabem, na minha cabeça ainda está outra trilogia... mas se vai acontecer ou não, não depende só de mim.

- Sim, P7, a Alex é uma espécie de avó+mãe adoptiva de Jik :-) As voltas que o mundo dá...

Muito obrigado por esta leitura conjunta que foi uma experiência muito especial. Por favor digam-me o que posso fazer para vos compensar deste prazer tão grande que me deram, de acompanhar a vossa leitura. Algum segredo que queriam conhecer? Alguma coisa que queiram saber? Posso dar-vos um texto qualquer especial, talvez? Algum momento do livro que gostassem de ler de uma perspectiva diferente? Estou à vossa disposição.

Abraços!
I like the Universe and the History of Mankind... I believe they join somwhere in a bellybutton.

Offline Dp_soares

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1861
    • Ver Perfil
Obrigado pelas respostas, algumas em aberto, o que perspectiva um novo livro. Pelo menos gosto de pensar assim.

Em relação aos textos não sei, é dificil pedir alguma parte em especial. Se tiver algum conto do mesmo mundo ou alguma curiosidade sobre os livros que nós não sabemos.
mas não perca tempo com isto ;D , dedique-se à escrita para no futuro ter-mos mais um livro  :)
Gostei tanto de "Alex" que vou ler o próximo livro, mesmo se for uma história completamente diferente (tem que ser fantasia)