Autor Tópico: A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers  (Lida 24276 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Ser Land

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5604
    • Ver Perfil
A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #105 em: Junho 12, 2009, 23:36:33 pm »
Citação de: "Riona"


- Um pequeno detalhe que vi no prólogo, que não deve ter qualquer importância, mas que na altura me deixou a pensar: Pate lembra-se que o Meistre Walgrave o confundia com alguém chamado Cressen - devaneios de um velho? É que eu lembro-me do nome Cressen de algum lado, mas não sei de onde… Se calhar nem é das Crónicas, mas pronto, na altura saltou-me à memória



Cressen era o velho Mestre de Stannis Baratheon em Pedra de Dragão. Ele morreu no Prólogo de A Fúria dos Reis, após tentar envenenar Melisandre de Asshai.
A reler:
           
             "The Fires of Heaven" de Robert Jordan

Offline Riona

  • Leitor compulsivo
  • ****
  • Mensagens: 707
    • Ver Perfil
A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #106 em: Junho 13, 2009, 03:50:15 am »
Ora aí está! Um super-obrigado, Ser Land!
Provavelmente não tem qualquer significado em especial, mas confesso que me estava a "fazer espécie" o facto de não me lembrar. Ai tantos  nomes que vou esquecendo...!  Mas não faz mal, desde que Sor Martin não os esqueça.  :twisted:

Offline Ser Land

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5604
    • Ver Perfil
A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #107 em: Junho 13, 2009, 14:58:44 pm »
Ora, não tens de quê.
A reler:
           
             "The Fires of Heaven" de Robert Jordan

Offline Queen_of_the_Darkness

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 3633
    • Ver Perfil
A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #108 em: Julho 22, 2009, 16:30:35 pm »
Hoje lá me decidi a deixar o meu parecer a este livro.

Primeiro de tudo gostei MUITO de ler o Festim. Já sentia falta de um livro destes, visto que durane uns mezitos li obras mais softs.
Não foi o livro que mais gostei do Martin e isto parece consenssual, os melhores são mesmo a Tormenta e a Glória  :P  
Até agora claro...

Quanto à obra em si, não tenho muito a acrescentar ao que já aqui foi dito, por isso vou apenas referir o que mais me marcou neste livro.

Não achei particularmente interesantes certos POV's que foram introduzidos neste volume, como por exemplo, O Cavaleiro Maculado. Já estava a achar piada à Fazedora de Rainhas quando tudo deu para o torto xD

Gostei dos capítulos do Sam, especialmente do último! Estou cheia de curiosidade a cerca da história que, aquele homem que salvou Sam do afogamento, pode vir a contar ao Meiste Aemon sobre os Dragões e quero muito ver a sua reacção.
Não queria nada que o velhote morresse, mas está-se mesmo a ver  :?
Ahh e claro adorei ver o Sam encher-se de coragem e desatar a bater no seu companheiro loool

A Arya não me agradou muito neste livro... Não gosto de ver a rapariga tão parada, não acho muita piada àquela casa por onde ela anda. Quando ela se começo a desffazer dos seus bens até me arrepiei, já estava a ver que a maluca ia deitar fora a Agulha...
O encontro dela com Sam foi interesante e ta como disse a Riona estranhei logo ela não perguntar nada acerca de Jon.

Cercei e Jaime agora andam às turras e parece-me que as coisas não vão correr bem para o lado da gémea. O Jaime parece-me que pensa demasiado em Brienne para que não gosta dela e vice-versa!
Acho que ainda vai haver molho entre esses dois xD

Os capítulos de Brienne também achei giros mas não adiantam grande coisa, e irrita-me o facto de estarem constantemente a ofender a rapariga por ser feia e estarer sempre a bater na tecla da violação (grrrr é mesmo o que mais me irrita!).

A Sansa voltou a ter uma vida de princesinha e parece não andar muito aborrecida com isso (o Martin já mandava aquele puto ranhoso "voar" (filho de Lisa). Ele irrita-me!  :evil:  ).
O Mindinho lá continua com os seus esquemas, mas parece-me que ele deve ter alguma obecessão doentia por Catelyn e agora por Sansa, por ambas serem mãe e filha e tão parecidas. Acho que ele deve ter algum problema do foro psicológico (e estou a falar a sério), há ali qualquer coisa naquela cabeça que não joga muito bem à custa de Catelyn e agora de Sansa. Parece-me que Sansa ainda pode vir a ser a sua perdição...

As personagens das Ilhas de Ferro não me tocaram particularmente. Não tenho grande interesse em nenhuma delas, tirando Theon que adorava saber o que passou com ele.

Para terminar só tenho a dizer que senti muito a falta de capítulos de Jon, Tyrion e também gostava de ter notícias do Cão de Caça.
Agora é esperar pelo Mar de Ferro. Já li o Festim mais tarde de propósito para ter a história mais fresca quando chegar o próximo  :P

Offline Sommerled

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 104
    • Ver Perfil
A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #109 em: Outubro 22, 2009, 03:34:29 am »
Terminei hoje de ler o Festim dos corvos.  O mar de ferro ja me aguarda na mesa de cabeceira, de modo que deixo aqui apenas algumas observaçoes antes de partir para o proximo livro (que na realidade é o mesmo, se nao fosse este corte artificial em duas partes a que asistimos na versao portuguesa).

Concordo com a maioria das coisas que li, é um livro mais parado do que os outros e talvez por isso nao seja tao viciante como Martin nos habituou. Ainda assim, tem revelaçoes mto interessantes e capitulos fantasticos, como os que se passaram nas Ilhas de Ferro, de que tanto senti falta nos 2 livros anteriores, neste foram os melhores! Achei curioso o facto de nesses POV's, tais como os que ocorreram em Dorne, nao ser o nome das personagens a encabeçar os titulos dos capitulos, uma inovaçao em relaçao aos livros anteriores. Algum significado especial?

Tambem nao percebi bem a razao de agora em diante os capitulos de Sansa virem designados como Alayne. Ela pode ter mudado de nome, mas nao de identidade. De facto acho que o ponto fraco deste livro foi mesmo o desenrolar da acçao no Ninho da Águia.

Pelo contrário gostei dos POVs de Arya, Sam e curiosamente Brienne, apesar desta ultima nao ser a mais amada neste livro, para mim foi engraçado ver o desenrolar da história através dos seus olhos, e o aparecimento de Podrik foi uma surpresa agradável, um rapaz que penso que pode vir a ter um papel mais relevante daqui para a frente.

Pela Corte tambem anda tudo mais calmo, uma grande renovaçao a que sofreu o pequeno Conselho, com mais nomes pra decorar e baralhar :? . Cersei está muito bem caracterizada nos seus POVs, uma boa aposta neste livro, apesar de muitas das personagens a que estávamos habituados terem sido sacrificadas (Tyrion, Bran, Davos...) para que novas personagens tivessem direito a POVs.

Quanto ao resto nao ha mto mais a dizer, a historia acabou em aberto, so com a 2ª metade do livro - Mar de Ferro - é que dá, a meu ver, para fazer uma ponderaçao global deste rumo que a história está a seguir e do propósito que houve em seleccionar estas personagens para colocar o epicentro deste livro. Mas longe de me ter desiludido, continuou a ser um livro ao melhor nivel dos que já li!:D

P.S. - nao sei se esta questão ja foi colocada, mas fazia sentido dividir o Feast of Crows em dois? É que estes dois livros juntos são equivalentes a uma Gloria dos Traidores ou a uma Tormenta de Espadas, o argumento de serem quase 1000 pags ja nao faz mto sentido aqui...

Offline oliveira8

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5652
    • Ver Perfil
A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #110 em: Outubro 22, 2009, 07:05:46 am »
A Feast for Crows tem o mesmo tamanho de A Game of Thrones. Give it or take it. A Sde podia ter enchido umas quantas paginas da versão do Mar de Ferro com os apêndices das casas e quem é quem, e poucos estranhavam.

Offline Morgoth

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 125
    • Ver Perfil
A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #111 em: Novembro 17, 2009, 17:28:17 pm »
Que se pode dizer? Simplesmente brilhante. Terminei-o há duas semanas, mas só agora é que cá pude vir.

Houve dois personagens que, quanto a mim, marcaram este livro: antes de mais, a já nossa conhecida, Brienne. Epá, acho que é dos mais bem construídos personagens do Martin. E depois, Doran Martell. O homem pode ser cobarde e tudo o mais, mas nao sei, fascinou-me. Já para não falar de Areo Hotah, que eu AMEI. Espero que o Martin o aprofunde. O encontro entre Arya e Sam em Bravos deixou-me em suspenso, mas depois cada um foi para seu lado, sem fazer a minima ideia de com quem tinham estado a falar.

Tenho a dizer que já não odeio a Cersei. Sinto pena dela. Coitada, tem a mania que vai mandar e que todos a temem como temiam o lorde Tywin, mas é meu palpite (e acho que é um palpite acertado), que ela nunca lhe vai chegar aos calcanhares.

Tou profundamente irritado por não saber népia do Tyrion, que suspanse horrivel. Começo a desconfiar que morreu  :(

Adorei o Randyll Tarly, cada vez gosto mais do Jaime, ainda nao percebi se o Loras Tyrell me irrita ou não, fiquei impressionadissimo quando vi "Alayne" como titulo do capitulo de Sansa (sim, porque Arya tambem mudou de nome, mas os capitulos foram sempre "Arya"), e começo a gostar do Petyr Baelish. Tenho uma sensação que Cersei não vai conseguir acabar com Bronn assim tão facilmente (até deve ser lá que tá o Tyrion, não sei), e tou um bocado desiludido com a mudança de Jon, mas ok, é necessário. Também não tive noticias da Daenerys, o que tambem deu cabo de mim, e tou a começar a ter vontade de dar um tiro naquele Olho de Corvo. Os homens de ferro são uns palhaços. Se a coroa não permitiu que Robb Stark se intitula-se Rei do Norte, não vai permitir que nenhum Greyjoy, ou seja lá de que Casa for, o faça.

Mas enfim, daqui a duas semanas, recebo o Mar de Ferro. Já o tinha encomendado, mas foi para trás.
A Lannister always pays his debts.

Offline Fiacha

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 15386
  • Corvo Negro
    • Ver Perfil
Re: A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #112 em: Fevereiro 26, 2010, 14:23:55 pm »
Critica publicada no saite da SDE

Este festim dos corvos não foi bom só para as aves referidas: acho que os leitores também se deliciaram com o sétimo volume das Crónicas de Gelo e Fogo, de George R. R. Martin. Eu pelo menos saí muito bem servido, e gostava de ser convidado mais vezes para estes banquetes. Tenho de escrever a crítica rápido porque estou quase a partir para o Mar de Ferro, e daqui a pouco já não apanho o barco. Brincadeira à parte: adorei este livro. A maior parte das críticas que li pela internet acerca d' O Festim dos Corvos denotavam desilusão. Diziam que não deixava de ser bom, mas que baixava um pouco o nível. Talvez por esta mesma razão, de não ir com o ânimo muito elevado, a leitura acbou por se revelar uma surpresa. É bom surpreender-me constantemente com os meus autores preferidos. A renovação do leque de personagens que acompanhamos foi uma lufada de ar fresco, que na minha opinião só vai dar mais fôlego à história. Acho que gosto dos volumes assim mais parados de Martin. Quero realçar o excelente trabalho de Jorge Candeias na tradução; acredito que esta saga exija dedicação por parte de um tradutor, visto que tem muitas expressões e nomes de lugares e terras com significados em inglês e que ao traduzir possam perder força... à parte de duas trocas de nomes julgo que por lapso num ou outro capítulo, nada a assinalar. Parabéns! O Festim dos Corvos é um volume de pausa, para pensar com calma em tudo o que aconteceu e que está para acontecer. A descrição dos ambientes, vida na corte, viagens por terra e por mar, as personagens perfeitamente construídas, as relações de amizade e ódio que criam com o leitor... esta saga de fantasia está ao rubro, e este volume foi uma muito boa surpresa. Que o festim continue no mar de ferro, para onde vou viajar já de seguida.

Para seguir no blogue Lydo e Opinado .
http://lydoeopinado.blogspot.com/2010/02/critica-o-festim-dos-corvos.html
Livro a ler: O Cavalo de Outubro de Collen McCuloough 6º volume da saga 1º Homem de Roma

Offline anairam

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 81
    • Ver Perfil
Re: A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #113 em: Abril 24, 2011, 03:35:48 am »
so senti falta dos capitulos de daenerys.
as descrições daquelas cidades maravilhosas e exóticas.


Offline Ammar Ibn Khairin

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 1765
  • O descendente do Corvo Negro
    • Ver Perfil
Re: A tua opinião final sobre o livro, contem Spoilers
« Responder #114 em: Setembro 24, 2011, 06:54:38 am »
Mais uma critica no bloque ler y criticar:

“Primeiro tivemos um Rei, depois tivemos cinco. Agora tudo o que vejo são corvos, em disputa pelo cadáver de Westeros.”
Esta frase representa para mim um pouco este livro. Depois dos incríveis acontecimentos de “A Glória dos Traidores”, percebia-se que esta saga teria de abrandar, visto que ainda falta muito para acabar esta história épica de George Martin. Aliás, já me tinham avisado que tal aconteceria. Mas que fique bem claro, este livro está longe de ser mau.
Tal como na frase que copiei do livro para iniciar a minha opinião, esta história é o rescaldo de todos os frenéticos acontecimentos de antes, e agora Martin “arruma a casa”, introduzindo novas personagens, aumentando a área visível do seu mundo, acrescentando culturas e mentalidades novas, ajudando o seu mundo a crescer. Este é um ponto muito positivo destas páginas, pois os nossos olhos irão incidir em locais que até agora apenas tínhamos ouvido, e que agora nos são dados, tal como as suas famosas personagens que ouvimos falar em livros anteriores.
Sendo um rescaldo, com introduções e um ambiente que serve para mostrar como as “peças do tabuleiro” se movimentam agora que tanto mudou, é normal que algumas pessoas possam achar este livro com pouca qualidade em relação aos anteriores. Mas reparem num facto: apenas a “qualidade dos acontecimentos” diminuiu. Tudo o resto mantém-se. A qualidade dos diálogos, a qualidade do mundo, a qualidade das personagens, a qualidade da intriga, dos jogos de poder. Continua tudo tão bom como sempre foi. Apenas os acontecimentos não nos deixam de boca aberta como nos livros anteriores.
Outro aspecto que poderá desiludir alguns é o facto de este livro e o próximo (livros sete e oito da edição portuguesa) terem apenas as personagens que se encontram a Sul, deixando as restantes personagens para o livro “A Dança dos Dragões” e “Os Reinos do Caos”. Sinceramente achei ao início que tal separação seria prejudicial, (porque poderia faltar um bom encaixe com os livros seguintes) mas agora olho-a de forma diferente. Eu lermos estas páginas, vamos sabendo, de forma muito suave o que se passa com algumas personagens do Norte, e será certamente interessante ler os próximos livros, tentando ver como Martin irá encaixar a surpresa em acontecimentos que nós sabemos à partida como irão acabar. Ou estará Martin a obrigar-nos a olhar para um lado não vendo o que é importante? Saberei quando os ler.
Neste livro aparece-nos a frase “A História morta escreve-se com tinta, a espécie viva com sangue”. A verdade é que Martin já derramou o sangue de muitas personagens, quase sempre de forma surpreendente, mas neste livro a guerra não se trava com espadas, mas sim com olhares, com palavras, com cartas, com os nomes da família, com favores e consequentes dívidas, tudo serve para vencer. Este é um livro de movimentações de bastidores e estou ansioso pelo próximo livro para perceber o que algumas personagens farão.
Com a introdução de algumas personagens, era óbvio que alguma me diria mais do que outras, tal aconteceu, mas uma vez mais é nos capítulos de Jaime que a minha leitura acelera. É realmente o meu preferido e explicar o porquê seria um grande spoiler. No entanto quem já tenha lido poderá perceber o porquê mesmo que não goste.
Para já pouco mais há a dizer. Martin mantém o seu mundo coerente, não deixa desmoronar o realismo da história depois de todos os fãs lhe fazerem vénias ao livro anterior, seguindo fiel ao seu estilo. Não será certamente o livro favorito de nenhum dos leitores da saga, mas qual é a grande saga que não precisa de respirar fundo antes do grande mergulho final?
Uma saga que já não consigo largar. Darei uma opinião mais objectiva e detalhada no fim do próximo livro. Até lá continuem a ler!


Uma última palavra de novo elogio à editora. As imagens das capas dos livros estão muito bem conseguidas, são cativantes. Alguns poderão argumentar que tais imagens não encaixam bem na história, ou que não revelam o essencial do livro, mas na minha opinião estão muito boas e demonstram o trabalho desta editora numa saga que cada vez mais conquista adeptos.

http://lerycriticar.blogspot.com/2011/09/o-festim-dos-corvos.html