Autor Tópico: A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)  (Lida 26960 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline oliveira8

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5652
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« em: Junho 21, 2009, 19:07:58 pm »
NOTA DO AUTOR: Grande parte da critica é referente ao livro original A Game of Thrones, sobre a edição portuguesa encontra-se no fim. Não existem spoilers portanto estão à vontade.



De vez em quando os planetas alinham um grande escritor aparece, e consegue trazer nova vida a esse género meio morto que é a Fantasia. Um género cheio de Tolkien rip-offs, a violação da  mitologia Nórdica e folclore Inglês. Esse escritor vem com o nome de George R.R. Martin.

Depois de muitas experiências em géneros diferentes, Martin ganha a sorte grande em 1996 com um livro chamado A Game of Thrones.A Game of Thrones não só tornou Martin um escritor famoso mas também abalou o mundo da Fantasia. Sem mais demora a premissa do livro:

Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, recebe a visita do seu velho amigo, o rei dos 7 reinos Robert Baratheon, está longe de adivinhar que a sua vida, e a da sua família, está prestes a entrar numa espiral de tragédia, conspiração e morte. Durante a estadia, o rei convida Eddard a mudar-se para a corte e a assumir a prestigiada posição de Mão do Rei. Este aceita, mas apenas porque desconfia que o anterior detentor desse título foi envenenado pela própria rainha: uma cruel manipuladora do clã Lannister. Assim, perto do rei, Eddard tem esperança de o proteger da rainha. Mas ter os Lannister como inimigos é fatal: a ambição dessa família não tem limites e o rei corre um perigo muito maior do que Eddard temia! Sozinho numa corte de bajuladores e traidores, Eddard também se apercebe que a sua e a da sua família no norte está em perigo. No Este para lá do grande mar, um clã que uma vez reinou nos 7 reinos durante centenas de anos, mas que foi exilada por Robert Baratheon, está reunir um exercito enorme para recuperar o trono.

Quando jogas o jogo de Tronos, ou ganhas ou morres.


A Game of Thrones é o primeiro volume de uma serie de 7 livros intitulada A Song of Ice and Fire. Mas o que faz A Game of Thrones diferente do resto de toda a outra fantasia? Bem, Martin pega em grande parte dos clichés de fantasia e larga-os no lado escuro da Lua. Não há Orcs, Dark Lords, planos extremamente complicados para destruir o mundo, demandadas para destruir/recuperar um objecto para vencer o mau, e graças a Deus nada de Elfos! Se tiver de comparar este livro com outro, comparo com Dune de Frank Herbert mas em vez de ficção cientifica temos fantasia. A politica está lá e o excelente desenvolvimento de personagens também. E tal como Dune é bastante leve no que toca a ficção cientifica, também A Game of Thrones é leve na fantasia. Não se encontra muita magia ou outros padrões normais de fantasia. Mas, a fantasia pode se encontrar, mas está bem escondida debaixo do enredo politico e conspiração que compromete grande parte do livro.

Mas no que falta em fantasia compensa nas personagens. E acreditem quando digo isto, o elenco de personagens encontradas em A Game of Thrones(E no resto da serie), é um dos melhores encontrados em literatura. O livro está dividido em 8 personagens principais(9 contando com o prologo), e cada capitulo é dedicado a uma das 8 personagens, isto é chamado Point of View(Ponto de Vista ou PoV). E todas as 8 personagens são bem diferentes uma das outras.

    Eddard Stark: Valor e honra acima de tudo.
    Catelyn Tully Stark: A esposa de Eddard, a esposa e mãe demasiada protectora e preocupada.
    Jon Snow: O bastardo de Eddard, que se quer afirmar no mundo e não ser um excluído.
    Bran Stark: Um dos filhos de Eddard e Catelyn Stark, que quer ser um grande cavaleiro quando for grande.
    Sansa Stark: A filha mais velha de Eddard e Catelyn Stark, uma verdadeira princesa.
    Arya Stark: A filha mais nova de Eddard e Catelyn Stark, o contrario da sua irmã. Selvagem e aventureira.
    Tyrion Lannister: Anão de nascimento e o membro excluído do clã Lannister, esperteza e uma grande boca são os seus maiores trunfos.
    Daenerys Targaryen: Rapariga de 13 anos do clã Targaryen que foi expulso dos 7 reinos, e que procura com o seu irmão mais velho uma maneira de voltar a conquistar o Trono.

Os capítulos alternam entre personagens, e geralmente acabam em suspense, fazendo o livro quase como uma serie de TV. Como as personagens são tão únicas e bem desenvolvidas, o leitor raramente vai ter a necessidade de saltar capítulos para ler o que aconteceu à sua personagem favorita., porque todos os pontos de vista são interessantes. E é aqui que a escrita de Martin vale a pena, raramente o leitor vai ficar aborrecido ou encontrar capítulos "mortos" onde nada acontece. A evolução das 8 personagens principais é muita fluída e natural, e são sempre um prazer de ler. Mas, não só são as 8 principais brilhantes, mas o elenco secundário é fantástico. Não vai haver uma única personagem que não deixe o leitor sentir alguma coisa por ela, seja adoração ou puro ódio. O elenco de A Game of Thrones é efectivamente um dos melhores já escritos, e tirando possivelmente uma ou duas personagens não existe muita razão de queixa.

Outro aspecto onde a escrita de Martin chega a níveis de grandeza é no desenvolvimento do enredo. A historia vai agarrar quase instantaneamente o leitor e só larga quando o livro está completo.(Na versão original é um livro com mais de 800 paginas.) O enredo desenvolve a uma velocidade estonteante, mas nunca atropela o desenvolver das personagens ou a descrição de eventos ou localidades.
Martin é um dos poucos autores que não deixa nenhuma personagem a salvo. Em A Game of Thrones nenhuma personagem está a salvo. Se ela tem de morrer vai morrer, se tem de sofrer vai sofrer. Não existe "Herói salva o mundo e engata a princesa.", isto é tão real e "feio" como possível. Com esta mentalidade Martin consegue elaborar alguns dos melhores e inesperados plot twists que tive o prazer de ler.
É necessário frisar que a escrita de Martin é bastante brutal. Este livro contem bastante linguagem inapropriada para menores, violações, incesto, pedofilia, mortes brutais e outras coisas não aconselhadas a menores de 18 anos. Se é um leitor que se choca com facilidade, é melhor não pegar nisto.

Algumas das localidades e sociedades ajudam A Game of Thrones  distinguir-se de outras obras de fantasia. A Game of Thrones  aproveita uma cultura que infelizmente não é muito usada que é a sociedade Mongol, que é uma leitura refrescante de tanta Inglaterra ou Europa medieval que se encontra em muita fantasia. E para os fãs mais "Hardcore" de fantasia existe uma muralha gigante formada de gelo que protege o reino de alguma coisa, que não vou revelar aqui.


Mas Martin não é um escritor prefeito não não é. Um dos grandes problemas de A Game of Thrones é o constante bombardeamento de nomes e eventos passados, que temos de absorver nos primeiros capítulos do livro, que pode fazer muitos leitores confusos. Mas não é só no principio, existe uma quantidade absurda de nomes que Martin faz nos lembrar no livro inteiro. Felizmente existe uma árvore genealógica no fim do livro, para ajudar os mais distraídos e com pouca memoria. Mas não ajuda nos eventos passados.
Outra "chatice" é o facto de grande parte do livro ser passado na velha Inglaterra medieval. Os capítulos dedicados à sociedade Mongol são bastante únicos, e a vida na Muralha de Gelo é também bastante interessante. Mas, no fim acabamos por ser arrastados para a velha ilha e o livro acaba por desapontar nesse aspecto. Graças ao excelente enredo e personagens podemos ignorar que estamos a ler outra vez uma historia passada, numa re-imaginação de Inglaterra outra vez. Mas não deixa de deixar o sentimento de "Isto outra vez?" em alguns leitores mais veteranos de fantasia.

A Game of Thrones  é um ÓPTIMO livro, e recomendo bastante a todos os amantes de fantasia, ou apenas quem está a procura de uma grande historia para ler. Não é Tolkien, não é Jordan, não Rowling, George R.R. Martin existe numa dimensão de grandeza só dele, e vale a pena investir nesta serie. Só aconselho que A Song of Ice and Fire e A Game of Thrones  são leituras bem pesadas, e pode não ser para todos.

Em relação à edição Portuguesa.

Na edição Portuguesa A Game of Thrones está dividido em 2 volumes A Guerra dos Tronos e A Muralha de Gelo publicados por a Saída de Emergência e o nome da serie é As Cronicas do Gelo e Fogo. As capas são lindas e a qualidade da edição é espantosa. A tradução está ao cargo de Jorge Candeias que faz um grande trabalho e a tradução está ao nível do autor e da edição dos livros, e tirando um erro gravíssimo com um nome de uma certa personagem não existe razão de queixa.(Sim Candeias e Idalina Morgado(suposta revisora) enterrem as vossas cabeças em vergonha por terem deixado o mesmo erro passar duas vezes!!) Os 2 volumes publicados pela Saída de Emergência tem uma grande qualidade, raramente vista em Portugal, e é podem contar aos vossos amigos e familiares, sem se rirem por dentro, que as edições Portuguesas são tão boas como a original.

Comprem já o que é uma das melhores series de Fantasia de sempre. JÁ!


NOTAS DE AUTOR PARTE 2:
Bem foi bem grande eh? Por favor deixem algumas criticas, desde de "Isto foi a melhor coisa que já li na minha vida, por favor sé pai dos meus filhos." até "Isto é a pior coisa que já li na minha vida! Enforca-te já!" Ou apenas um "Foi giro.".

Eu sei que é estranho fazer uma critica assim num forum onde toda a gente provavelmente já tem ou leu o livro, mas pensem naqueles indecisos que às vezes andam por ai à procura de aconselhamento!

E se já compraram estes livros comprem outra vez, para ver se a SdE arranja mais dinheiro para comprar os direitos de Hyperion de Dan Simmons!
« Última modificação: Maio 08, 2011, 23:45:50 pm por oliveira8 »

Offline Fiacha

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 15386
  • Corvo Negro
    • Ver Perfil
Re: A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazad
« Responder #1 em: Junho 22, 2009, 11:52:29 am »
Citação de: "oliveira8"

NOTAS DE AUTOR PARTE 2:
Bem foi bem grande eh? Por favor deixem algumas criticas, desde de "Isto foi a melhor coisa que já li na minha vida, por favor sé pai dos meus filhos." até "Isto é a pior coisa que já li na minha vida! Enforca-te já!" Ou apenas um "Foi giro.".


Gostei de ler a tua critica, subcrevo praticamente todos os teus comentários e quero apenas reforçar que a continuação da saga não fica atrâs deste 1º volume (VO), atingindo o auge no 3º volume da saga (VO).
Livro a ler: O Cavalo de Outubro de Collen McCuloough 6º volume da saga 1º Homem de Roma

Offline oliveira8

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5652
    • Ver Perfil
Re: A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazad
« Responder #2 em: Junho 22, 2009, 17:04:29 pm »
Citação de: "Fiacha"
Citação de: "oliveira8"

NOTAS DE AUTOR PARTE 2:
Bem foi bem grande eh? Por favor deixem algumas criticas, desde de "Isto foi a melhor coisa que já li na minha vida, por favor sé pai dos meus filhos." até "Isto é a pior coisa que já li na minha vida! Enforca-te já!" Ou apenas um "Foi giro.".


Gostei de ler a tua critica, subcrevo praticamente todos os teus comentários e quero apenas reforçar que a continuação da saga não fica atrâs deste 1º volume (VO), atingindo o auge no 3º volume da saga (VO).


Obrigado por leres e teres escrito qualquer coisa!(Agora se o resto tirasse um tempo para fazer mesmo *whistle*)

Vou ver se consigo acabar hoje a de Edgar Allen Poe does 200 anos. Mais actual. Depois vou resgatar uma critica de Dune que tenho por aqui algures num teste de Inglês...

Já agora para os site admin não existem mais BB codes? ( [ i] [ /i] etc etc) Para centrar imagens e reduzir o tamanho das mesmas, ou até mesmo spoiler boxes?

Offline Silent Raven

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 2537
    • Ver Perfil
    • http://www.freewebs.com/carlaribeiro
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #3 em: Junho 22, 2009, 17:16:23 pm »
Eu também li a tua crítica, mas acho que o Fiacha já disse tudo, não tenho mais a acrescentar. Bela crítica!
"I cast out the Light and bind you to me. I cast out the Light and become your dwelling place. I cast out the Light that lives within me and will walk in this Dark place forever!" in Belladonna, by Anne Bishop

http://asleiturasdocorvo.blogspot.com

Offline Queen_of_the_Darkness

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 3633
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #4 em: Junho 22, 2009, 18:36:09 pm »
Também li a tua crítica oliveira8, como também as faço e gosto que as leiam, faço os possíveis para ler as das outras pessoas que também têm o trabalho de as fazer  :wink:

Quero dizer aqui que gostei do que li e que concordo com a tua opinião, excepto quando dizes "Outra "chatice" é o facto de grande parte do livro ser passado na velha Inglaterra medieval."

Não consigo relacionar Westeros com a inglaterra medieval, na tua opinião, quais são as semelhanças?
Para mim Westeros é Westeros. Claro que associo este reino à época medieval, mas na Europa em geral...  :wink:

Ahhh e adorei o comentário à foto do Martin "O avô marinheiro mais fixe do mundo." hehe  :P

Offline oliveira8

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5652
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #5 em: Junho 22, 2009, 19:05:02 pm »
Citação de: "Queen_of_the_Darkness"
Também li a tua crítica oliveira8, como também as faço e gosto que as leiam, faço os possíveis para ler as das outras pessoas que também têm o trabalho de as fazer  :wink:

Quero dizer aqui que gostei do que li e que concordo com a tua opinião, excepto quando dizes "Outra "chatice" é o facto de grande parte do livro ser passado na velha Inglaterra medieval."

Não consigo relacionar Westeros com a inglaterra medieval, na tua opinião, quais são as semelhanças?
Para mim Westeros é Westeros. Claro que associo este reino à época medieval, mas na Europa em geral...  :wink:

Ahhh e adorei o comentário à foto do Martin "O avô marinheiro mais fixe do mundo." hehe  :P


Numero 1: Este livro e também A Kings Clash(a parte da politica e conspiração) e bem baseado em A Guerra das Duas Rosas, uma guerra entre 2 casas que tinham pretensão ao trono de...Inglaterra.

A segunda bem...O mapa de Westeros:



O de Inglaterra durante a Guerra das Rosas



Faz lembrar não faz?Se olhares por um espelho vais notar que algumas áreas são iguais.(Dorne/Cornwall) Se que Westeros é bem maior que Inglaterra.

A muralha de gelo é a Muralha de Hadrian construída pelos Romanos para manter os Celtas lá fora(Se é que na serie a Muralha de Gelo tem outra importância, do que a muralha de Hadrian, visto que a ultima foi construída por razões que para explicar era necessário um post enorme.)

Mas é claro que Martin foi buscar outras influencias ao resto da Europa para Westeros. Mas isso só fica mais aparente nos outros volumes da serie. Tipo a Pedra de Dragão faz lembrar muito o Holy Roman Empire na Alemanha e a era Tectónica, Porto Real faz lembrar mais uma Londres Medieval, e Correrio Paris.

Agora sítios como O Ninho de Águia(O nome em Inglês é The Eyrie) são mais influenciados em fantasia do que Europa. :P Se é que existiu bastantes castelos/fortes em topo de montanhas na Europa, mas nenhum tão ridículo como O Ninho de Águias.(Referindo à construção no pico da montanha.)

Offline tahra

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 6382
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #6 em: Junho 22, 2009, 20:22:18 pm »
Também gostei muito da tua crítica. Tens jeito!

Eu tenho sempre GRANDES dificuldades em dizer sobre o que se trata algo sem spoilers...  :oops:

Acho que o próprio Martin mencionou a Guerra das Rosas como inspiração.  (Não vou comentar, não percebo nada disso ;) )

Ah, e realmente o mapa.....
Tahra
Quanto mais conheço as pessoas, mais gosto dos cães.. e dos gatos!

Offline oliveira8

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5652
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #7 em: Junho 22, 2009, 20:36:18 pm »
Citação de: "tahra"
Também gostei muito da tua crítica. Tens jeito!

Eu tenho sempre GRANDES dificuldades em dizer sobre o que se trata algo sem spoilers...  :oops:

Acho que o próprio Martin mencionou a Guerra das Rosas como inspiração.  (Não vou comentar, não percebo nada disso ;) )

Ah, e realmente o mapa.....


Ele menciona A Guerra das Rosas, Europa Medieval e uma cruzada cujo nome não me lembro, para Westeros e a sua obra em geral.

Fora de Westeros podes encontrar os Mongóis(Os Dothraki), Egípcios(as cidades que Danny visita no 3 volume com os escravos(5 & 6 aqui em Portugal)), um genero de Cartago durante a era romana(a cidade que Danny visita no 2º volume(3 & 4 em Portugal)).

O extremo norte para lá da muralha é baseado na Sibéria/Rússia, com as florestas enormes e o desconhecido. Afinal o "Pulmão da Europa" fica situado na Rússia.

Mas Westeros é bem baseado em Inglaterra/Europa Medieval. Mas se Martin não fosse um bom escritor, o facto de ser outra vez Inglaterra/Europa Medieval era muito mais frisado.

Mas algo de novo era giro. Tipo, mais Japão Feudal, África, China e coisas assim. Ou mais Steampunk!!

Offline rui278

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4059
    • Ver Perfil
Re: A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazad
« Responder #8 em: Junho 22, 2009, 20:43:22 pm »
Citação de: "oliveira8"
A tradução está ao cargo de Jorge Candeias que faz um grande trabalho e a tradução está ao nível do autor e da edição dos livros, e tirando um erro gravíssimo com um nome de uma certa personagem não existe razão de queixa.

Qual é a personagem???, e já agora digo também que achei a critica mto bioa, mas também, enquanto leio não vejo tanto essas ligações á "velha ingleaterra mediaval", vejo mais uma ligação europa em tempos de grandes senhores feudais (na era mediaval).
http://curiouscharacteradventures.blogspot.com/

One Ring to rule them all, One Ring to find them,
One Ring to bring them all and in the darkness bind them

Offline oliveira8

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5652
    • Ver Perfil
Re: A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazad
« Responder #9 em: Junho 22, 2009, 20:49:14 pm »
Citação de: "rui278"
Citação de: "oliveira8"
A tradução está ao cargo de Jorge Candeias que faz um grande trabalho e a tradução está ao nível do autor e da edição dos livros, e tirando um erro gravíssimo com um nome de uma certa personagem não existe razão de queixa.

Qual é a personagem???, e já agora digo também que achei a critica mto bioa, mas também, enquanto leio não vejo tanto essas ligações á "velha ingleaterra mediaval", vejo mais uma ligação europa em tempos de grandes senhores feudais (na era mediaval).


Viserys, no primeiro capitulo dedicado a Danny por duas vezes está escrito Valerys.

Primeira vez na pagina 36: "E, no entanto, agora Valerys conspirava para..."

E depois na pagina 37: " A Irá flamejou nos olhos lilás de Valerys."

A não ser que a tua copia seja uma nova edição e o erro foi corrigido.

Offline rui278

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 4059
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #10 em: Junho 23, 2009, 00:01:43 am »
Não ,tenho a edição com erro, mas nem tinha reparado.....
http://curiouscharacteradventures.blogspot.com/

One Ring to rule them all, One Ring to find them,
One Ring to bring them all and in the darkness bind them

Offline Queen_of_the_Darkness

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 3633
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #11 em: Junho 23, 2009, 19:15:50 pm »
Gostei da explicação e até concordo com o que dizes, oliveira8, mas como não tinho muitos conhecimentos dos aspectos que referiste, não sou capaz de estabelecer uma relação  :wink:

Offline Morgoth

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 125
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #12 em: Julho 03, 2009, 05:30:33 am »
Eu nisto tudo, só  não gosto duma coisa: as criticas que fazem a Tolkien, tentando diminuir a sua gigantesca importancia e fazendo de Martin o mestre da fantasia, quando eu li algures que o próprio Martin afirmou ter ido buscar alguma inspiração a Tolkien. Martin é um escritor melhor que Tolkien, sim, consegue transmitir sensações verdadeiras, e houve um capítulo da Guerra dos Tronos que me deixou com o coração na boca! Mas é inegável que (não interessa se Martin tem capacidade para o fazer ou não) Tolkien criou o mundo mais vasto de fantasia de que há memória, e penso que Martin não fez isso. Reafirmo, no entanto, prefiro ler Martin 50 000 vezes, mas em termos de mundo, prefiro Tolkien.
A Lannister always pays his debts.

Offline oliveira8

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 5652
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #13 em: Julho 03, 2009, 05:47:07 am »
Acho que não disse mal do Tolkien. :P

Afirmei que a Fantasia é um género cheio de escritores que tentam ser demasiado como Tolkien. Martin foi influenciado por Tolkien e existe  Tolkien no trabalho dele, mas ao mesmo tempo ele destaca-se ao criar algo diferente e fora da caixa.
 

Martin não é Tolkien, Rowling ou Jordan, Martin é Martin.  Ganhou o estatuto de ser um escritor que não precisa de ser comparado com ninguém.


(Insónias urg!)

Offline Morgoth

  • Leitor de Fim de Semana
  • **
  • Mensagens: 125
    • Ver Perfil
A GAME OF THRONES de George R.R. Martin (Critica Atrazada!)
« Responder #14 em: Julho 03, 2009, 05:51:18 am »
Citação de: "oliveira8"
Acho que não disse mal do Tolkien. :P

Afirmei que a Fantasia é um género cheio de escritores que tentam ser demasiado como Tolkien. Martin foi influenciado por Tolkien e existe  Tolkien no trabalho dele, mas ao mesmo tempo ele destaca-se ao criar algo diferente e fora da caixa.
 

Martin não é Tolkien, Rowling ou Jordan, Martin é Martin.  Ganhou o estatuto de ser um escritor que não precisa de ser comparado com ninguém.


(Insónias urg!)


Não me estava a referir ao que disses-te, mas ao que a própria editora diz. Coisas do género "... que faz empalidecer a Terra-Média de Tolkien..." ... ok, sei que é marketing, mas enfim, acho que não é a melhor maneira de insitar as pessoas a ler... eu fiquei até um bocado indignado a primeira vez que li isso.

(também tou com insónias =x)
A Lannister always pays his debts.